Acompanhe:

Pela primeira vez, energias eólica e solar superaram o gás na UE em 2022

"A Europa evitou o pior da crise energética", avaliou Dave Jones, encarregado de análise de dados do Ember, citado em nota

Modo escuro

Continua após a publicidade
Energia na UE: "O medo de um repique do carvão está descartado" (Christopher Furlong/Getty Images)

Energia na UE: "O medo de um repique do carvão está descartado" (Christopher Furlong/Getty Images)

A
AFP

Publicado em 31 de janeiro de 2023 às, 18h51.

Pela primeira vez, as energias eólica e solar geraram mais eletricidade na União Europeia do que a proveniente do gás em 2022, segundo um relatório publicado pelo centro de análises Ember nesta terça-feira, 31.

Quase um quarto (22%) de toda a eletricidade consumida na UE foi gerada por estas duas fontes de energia limpa, muito mais do que a energia gerada por carvão (16%) e "pela primeira vez" pela proveniente do gás (20%), segundo a European Electricity Review, publicação do centro Emberg.

"A Europa evitou o pior da crise energética", avaliou Dave Jones, encarregado de análise de dados do Ember, citado em nota.

A crise de energia, provocada pela invasão russa da Ucrânia, "só provocou um leve aumento da energia do carvão e, ao contrário, gerou um apoio enorme às energias renováveis", acrescentou o texto.

"O medo de um repique do carvão está descartado", afirmou o analista.

Ele destacou o aumento da produção de eletricidade a partir da energia solar de 39 terawatts-hora (TWh, +24%) em relação a 2021 - um recorde. Comparativamente, as usinas nucleares francesas produziram 279 TWh em 2022.

Após a invasão russa da Ucrânia e o progressivo fechamento de gasodutos russos, a Europa teve que importar maciçamente gás natural liquefeito, transportado em navios, e voltar a usar centrais a carvão. As fontes eólica e solar permitiram evitar um uso maior do carvão, segundo os analistas.

A produção de eletricidade a partir do carvão aumentou 7% entre 2021 e 2022 (+28 TWh), mas o uso de centrais a carvão diminuiu de fato nos quatro últimos meses do ano.

A forte queda da demanda de eletricidade na Europa no último trimestre do ano (-7,9%), em comparação com o ano passado, também ajudou a deixar o carvão para trás.

Últimas Notícias

Ver mais
Brasil alcança 2 milhões de residências com energia solar; veja o ranking dos estados
ESG

Brasil alcança 2 milhões de residências com energia solar; veja o ranking dos estados

Há 3 horas

Ministro diz que em reunião com Nunes reforçou disposição para ajustes no setor de distribuição
Brasil

Ministro diz que em reunião com Nunes reforçou disposição para ajustes no setor de distribuição

Há 4 horas

União Europeia proíbe registro de marca "Pablo Escobar" no bloco
Mundo

União Europeia proíbe registro de marca "Pablo Escobar" no bloco

Há 6 horas

CPI anual da zona do euro desacelera a 2,4% em março
Economia

CPI anual da zona do euro desacelera a 2,4% em março

Há 7 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais