Acompanhe:

Expo Favela mostrará potência de empreendedores para grandes investidores

Na Expo Favela cerca de 300 representantes de fundos de investimentos devem conhecer os 350 empreendedores selecionados em favelas de todo o Brasil. Público em geral já pode comprar ingressoss para o evento que ocorre em São Paulo por a partir de R$15

Modo escuro

 (Favela Holding/Divulgação)

(Favela Holding/Divulgação)

M
Marina Filippe

Publicado em 2 de abril de 2022, 10h00.

Conectar investidores com os empreendedores da favela é o objetivo da primeira edição da Expo Favela, criada por Celso Athayde, CEO da Favela Holding, atualmente com 22 companhias.

No evento, que acontece nos dias 15, 16 e 17 de abril, no World Trade Center, em São Paulo, haverá palestras, workshops, exposições, rodadas de negócios, apresentação de startups, mentorias, debates, cursos, shows, filmes, desfiles e mais.

"Quando faço palestras para investidores percebo que estou falando com o pessoal do asfalto sobre quem está nas favelas. Isto precisa mudar e a própria favela tem que ter espaço para falar e mostrar seu trabalho. As pessoas da favela têm um enorme potencial de gerir o que consomem e serem donos dos seus negócios", diz Celso Athayde, que em maio estará em Davos recebendo o prêmio de Empreendedor Social do Ano pelo Fórum Econômico Mundial.

Na Expo Favela cerca de 300 representantes de fundos de investimentos devem conhecer os 350 empreendedores selecionados em favelas de todo o Brasil. Para participar, os empreendedores se inscreveram previamente, realizaram apresentações e passaram por uma seleção.

Agora, durante o evento, eles ficam em São Paulo com alimentação, translado e hospedagem custeados. Além disto, os dez que mais se destacarem no evento serão premiados e terão suas histórias contadas em programas da TV Globo.

“Quando digo que a favela não é carência, mas uma grande potência é uma forma de corrigir o olhar recheado de compaixão equivocada e preconceito contra para uma região que produz e consome 120 bi por ano.  Para colocar na agenda a favela e sua movimentação escolhemos o WTC, espaço que está no epicentro econômico de São Paulo, onde circula boa parte do PIB brasileiro”, afirma Athayde.

Com o objetivo de que os empreendedores tenham oportunidades de captação de investimento, expansão e novas oportunidades, o evento conta ainda com a divulgação da pesquisa inédita realizada pelo Data Favela sobre o cenário do empreendedorismo na favela, com dados apresentados por Celso Athayde e Renato Meirelles.

Já na programação dividida por trilhas, há palestrantes de todo o Brasil especializados em: educação, saúde, sustentabilidade e meio ambiente, cultura, economia criativa, diversidade, mobilidade e logística, gastronomia, comunicação, redes, moda, beleza e finanças.

Entre os confirmados estão Maria Cândida (empreendedora de salgados em Sergipe), Ana Maria (empreendedora de bolos em Minas Gerais), Glória (empreendedora da beleza), DJ Alok, Kondizzila, Ana Karla Pereira, Luiza Helena Trajano, Preto Zezé, Christian Gebara (presidente da Vivo).

"As atividades vão permear todo o evento e, neste momento, também conectando as pessoas de diferentes lugares e realidades para que elas possam compartilhar suas vivências e aprendizados. Queremos as pessoas da favela e do asfalto juntos no palco e na plateia", diz Celso Athayde.

Para os executivos do WTC Events Center esta é uma oportunidade única. "É um marco nesta integração social, empresarial e cultural. Estamos honrados em fazer parte deste momento”, diz Fernando Guinato Filho, Diretor Geral WTC Events Center. 

Os ingressos para o público em geral já estão sendo vendidos no site da Expo Favela e custam a partir de 15 reais.

O evento tem patrocínio de Carrefour, Nubank, Gol, Vai Voando, iFood, Mondelez, Ultragaz, FFV, Ambev, Vivo e Oliveira Foundation. E apoio de VR, Real Cestas HCA e Secretaria de Cultura Municipal.