Acompanhe:

Coca-Cola abre edital para a capacitação de mulheres empreendedoras

O programa “Empreenda como uma mulher”, que está com inscrições abertas, apoiará 6 mil empreendedoras em 5 estados brasileiros

Modo escuro

Continua após a publicidade
Coca-Cola Brasil: as Chefs Dona Carmem Virgínia e Jessica Teixeira, do Menah Gastrobar, no evento especial do Dia Internacional das Mulheres promovido pela companhia (Midori De Lucca/Reprodução)

Coca-Cola Brasil: as Chefs Dona Carmem Virgínia e Jessica Teixeira, do Menah Gastrobar, no evento especial do Dia Internacional das Mulheres promovido pela companhia (Midori De Lucca/Reprodução)

Segundo o Ministério da Economia, mais de 1,3 milhão de empresas foram criadas no Brasil durante o primeiro quadrimestre de 2022 e, as micro e pequenas empresas (MPEs) representam 99% do total de empresas brasileiras. Pensando nesse contexto, em 2022, a Coca-Cola Brasil contribuiu para a capacitação de mais de mil mulheres, segundo dados da própria companhia. Já em 2023, nova fase do edital do projeto “Empreenda como uma mulher” abre vagas para impactar 6 mil empreendedoras dos estados de Amazonas, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. 

O objetivo do programa  de empoderamento econômico e impacto social é apoiar e capacitar empreendedoras com negócios informais, em fase de formalização ou formalizados – como parte da plataforma “Coca-Cola dá um gás no seu negócio” voltada para pequenos negócios do ramo alimentício. Além de impulsionar a aceleração dos negócios e acesso à equipamentos e ao crédito. 

"Acreditamos no potencial das empreendedoras brasileiras, por isso queremos fazer a diferença em seus negócios. As mulheres sempre foram figuras relevantes para o desenvolvimento econômico, social e sustentável da sociedade, e continuarão sendo peça-chave para estimular o crescimento global, desempenhando um papel ainda mais transformador para a próxima década”, afirma Silmara Olivio, diretora de Relações Corporativas Cone Sul na Coca-Cola América Latina.

Como parte da iniciativa, o Sistema Coca-Cola Brasil, fará alguns eventos nas capitais dos estados para engajamento de empreendedoras, juntamente com seus parceiros locais, como engarrafadores, Sebrae e governos. São Paulo, que receberá 4 mil vagas do programa, será a primeira capital a receber estes eventos, junto com a Coca-Cola FEMSA Brasil. 

Como parte da comemoração do dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a Coca-Cola Brasil promoveu um evento da capital paulista com convidadas como a chef pernambucana Dona Carmem Virgínia, embaixadora do “Coca-Cola dá um gás no seu negócio”, que compartilhou com as empreendedoras convidadas um pouco sobre a sua história durante o encontro. 

“Um dos nossos compromissos é promover a equidade de gênero dentro e fora da companhia. Nossa intenção, na formação dessas parcerias e realização dessas capacitações, é trabalhar em ações concretas para melhorar as condições socioeconômicas das mulheres que vivem nas regiões em que atuamos. Tivemos muito sucesso com a implementação do programa ano passado, em três cidades da Região Sul, e agora temos a grande satisfação de oferecer essa oportunidade para mulheres empreendedoras de São Paulo e Minas Gerais”, ressalta Camila Amaral, VP Jurídica e de Assuntos Corporativos da Coca-Cola FEMSA Brasil.

Como funcionará o programa

Nesta nova edição do programa, atualizada a partir da experiência das primeiras turmas, as participantes terão a chance de acelerar os negócios com aulas teóricas e práticas sobre aspectos comportamentais, análise individual do negócio para entendimento do nível de maturidade e estratégias de liderança e gestão. O programa terá duração de até seis meses com módulos divididos em níveis: básico, médio e avançado. 

“Nosso objetivo é desenvolver mulheres como líderes de seus negócios para que possam ver seus empreendimentos prosperarem, tendo a Coca-Cola como o melhor parceiro de negócios. No primeiro ciclo do programa, conhecemos histórias de mulheres incríveis e pudemos ver a força da rede feminina – quando elas se unem e se articulam, crescem juntas e se fortalecem. Agora é hora de consolidar o impacto positivo do “Empreenda como uma mulher” nos negócios e nas comunidades e criarmos conexões duradouras, capazes de transformar a vida das participantes”, afirma Katielle Haffner, gerente sênior de Relações Corporativas e ESG da Coca-Cola Brasil.

Impacto positivo no empreendedorismo feminino

Uma pesquisa da Aliança Empreendedora afirma que as mulheres foram as mais prejudicadas durante os anos de pandemia, com consequências reais aos negócios femininos. Com isso, o estudo aponta que as empreendedoras estão mais suscetíveis a situações adversas quando falamos de negócios. 

Levando em consideração essa realidade, o programa da Coca-Cola Brasil se propõe a contribuir para reverter essa desigualdade, tornando acessível ao público feminino conhecimentos essenciais para o crescimento do negócio como administração, controle financeiro, gestão de pessoas e marketing. 

Para participar, basta se inscrever no site oficial do programa, clicando aqui.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Educação Inclusiva: apenas 16% das empresas têm programas para grupos minorizados, diz estudo
seloCarreira

Educação Inclusiva: apenas 16% das empresas têm programas para grupos minorizados, diz estudo

Há 5 horas

Essa rede de restaurante investirá R$ 25 mi este ano para nacionalizar um dos pratos de domingo
seloNegócios

Essa rede de restaurante investirá R$ 25 mi este ano para nacionalizar um dos pratos de domingo

Há 5 horas

Brasil, um país de 90 milhões de empreendedores
seloNegócios

Brasil, um país de 90 milhões de empreendedores

Há um dia

Governo aprova duas medidas para fortalecer o empreendedorismo
seloNegócios

Governo aprova duas medidas para fortalecer o empreendedorismo

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais