Banco Mundial planeja ações climáticas em países em desenvolvimento

O plano de ação deve vigorar entre 2021 e 2025, ampliando os esforços da entidade para investir em projetos "verdes" para ajudar os países a integrar totalmente suas metas climáticas e de desenvolvimento
 (Per-Anders Pettersson/Getty Images)
(Per-Anders Pettersson/Getty Images)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 22/07/2021 às 15:25.

O Banco Mundial anuncia, em comunicado nesta quinta-feira, um novo Plano de Ação da entidade para aumentar o "apoio de alto impacto" para ajudar a garantir metas na área climática, a fim de reduzir emissões e fortalecer a adaptação e a resiliência de países em desenvolvimento.

O plano de ação deve vigorar entre 2021 e 2025, ampliando os esforços da entidade para investir em projetos "verdes" para ajudar os países a integrar totalmente suas metas climáticas e de desenvolvimento. O plano vem também no momento em que os países buscam meios sustentáveis para lidar com problemas causados pela pandemia da covid-19, diz a nota.

O Banco Mundial cita várias metas nessa frente, entre elas catalisar e mobilizar ações do capital privado pelo clima, ampliar esforços para desenvolver mercados de crédito de carbono bônus verdes e mercados de empréstimos nos países, além do apoio para produtos públicos globais das nações mais pobres.

O novo plano pretende avançar no que foi obtido no primeiro plano da entidade nessa frente, que destinou mais de US$ 83 bilhões em finanças climáticas ao longo de cinco anos, incluindo um montante recorde de US$ 21,4 bilhões em 2020, diz o Banco Mundial.

  • Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.