Acompanhe:

Vendas em lojas físicas caem no país e varejo online cresce 36,2%

Os dados da empresa mostram que as vendas online no 1º trimestre tiveram aumento de 26% em comparação com o mesmo período do ano passado

Modo escuro

Continua após a publicidade
MasterCard: o relatório também revela queda de 2% nas vendas totais no primeiro trimestre de 2017 em relação ao último trimestre de 2016, quando registrou baixa de 4,6% (REUTERS/Soe Zeya Tun/Reuters)

MasterCard: o relatório também revela queda de 2% nas vendas totais no primeiro trimestre de 2017 em relação ao último trimestre de 2016, quando registrou baixa de 4,6% (REUTERS/Soe Zeya Tun/Reuters)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 2 de maio de 2017 às, 20h58.

São Paulo - Enquanto as vendas nas lojas físicas registraram queda em março, o comércio eletrônico registrou aumento de 36,2% na comparação com igual período do ano passado, mostra o relatório "SpendingPulse" publicado pela bandeira de cartões Mastercard.

É o maior aumento desde outubro de 2012, de acordo com o estudo.

Os dados da Mastercard mostram que as vendas online tiveram aumento de 26% no primeiro trimestre na comparação com a mesma etapa do ano passado.

Ao mesmo tempo, o relatório também revela queda de 2% nas vendas totais no primeiro trimestre de 2017 em relação ao último trimestre de 2016, quando registrou baixa de 4,6%.

Em março, o volume de vendas totais no varejo físico caiu cerca de 1,6% comparado ao mesmo período de 2016, segundo o relatório.

As vendas das regiões Sul e Sudeste registraram as menores quedas.

O estudo destaca que setores como supermercados, artigos farmacêuticos, material de construção e artigos de uso pessoal e doméstico tiveram desempenho melhor que a média.

No entanto, setores como móveis, eletrodomésticos, vestuário, e combustíveis tiveram desempenho mais fraco.

Sobre o desempenho nas regiões brasileiras em março de 2017, o estudo mostra que Sul e Sudeste apresentaram as menores quedas (-0,9%) e (-0,5%), respectivamente, enquanto Norte (-3,3), Nordeste (-3%) e Centro Oeste(-4,1%) tiveram desempenho mais fraco.

O diretor de Pesquisa Econômica da Mastercard Advisors, Kamalesh Rao, ressalta no comunicado enviado à imprensa que, embora o ambiente econômico brasileiro apresente desafios, sobretudo por causa da alta taxa de desemprego e deterioração dos salários, a expectativa é de uma "melhora gradativa" no comércio varejista, especialmente no e-commerce.

Últimas Notícias

Ver mais
‘Acreditamos muito em moedas digitais’, diz CEO da Mastercard no Brasil
Future of Money

‘Acreditamos muito em moedas digitais’, diz CEO da Mastercard no Brasil

Há um dia

Mastercard: 64% das empresas no Brasil são alvos de fraudes e ataques frequentemente
Future of Money

Mastercard: 64% das empresas no Brasil são alvos de fraudes e ataques frequentemente

Há uma semana

Carnaval eleva vendas na cidade de SP entre 8% e 10% ante mesmo período de 2023, diz ACSP
Economia

Carnaval eleva vendas na cidade de SP entre 8% e 10% ante mesmo período de 2023, diz ACSP

Há 2 semanas

Além da IA: 3 ferramentas que serão tendências para aumentar as vendas em 2024
Um conteúdo Bússola

Além da IA: 3 ferramentas que serão tendências para aumentar as vendas em 2024

Há 2 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais