Economia

Vendas cambiais da China desaceleram com capital mais controlado

Vendas cambiais pelo banco central da China atingiram 208,8 bilhões de iuanes (30,42 bilhões de dólares) no mês de janeiro

Notas de iuane: regulador cambial da China afirmou nesta sexta-feira que a pressão da saída de capital diminuiu em 2017 (Getty Images)

Notas de iuane: regulador cambial da China afirmou nesta sexta-feira que a pressão da saída de capital diminuiu em 2017 (Getty Images)

R

Reuters

Publicado em 17 de fevereiro de 2017 às 08h20.

Pequim - O banco central da China vendeu o menor volume de reservas cambiais em cinco meses em janeiro, reforçando a visão de que a saída de capital desacelerou conforme as autoridades ampliam o controle dos fluxos internacionais e com a estabilização do iuan.

As vendas cambiais pelo banco central da China atingiram 208,8 bilhões de iuanes (30,42 bilhões de dólares) no mês passado, de acordo com cálculos da Reuters com base em dados do Banco do Povo da China divulgados nesta sexta-feira.

Em dezembro foram vendas de 317,8 bilhões de iuanes e 644,54 bilhões de iuanes em janeiro de 2016.

O regulador cambial da China afirmou nesta sexta-feira que a pressão da saída de capital diminuiu em 2017 e que os fluxos estrangeiros estão se tornando mais equilibrados.

Os esforços do governo para elevar o iuan levaram as reservas cambiais da China para menos de 3 trilhões de dólares em janeiro pela primeira vez em quase seis anos. Mas a queda se moderou ante os últimos meses, sugerindo que os controles mais severos estão diminuindo a fuga de capital.

Acompanhe tudo sobre:CâmbioChinaIuaneMoedas

Mais de Economia

Nova presidente da Petrobras troca três dos oito diretores da estatal

Votação do Marco Regulatório do Hidrogênio deve ocorrer antes do recesso, diz Arnaldo Jardim

Opinião: Hidrogênio para a Neoindustrialização

Prévia do PIB: IBC-Br fica estável e fecha abril com variação de 0,01%, abaixo da expectativa

Mais na Exame