Economia

Silveira diz que preço do dólar e do brent podem ajudar na distribuição de dividendos da Petrobras

Entretanto, o ministro de Minas e Energia não detalhou o valor que deve ser repassado aos acionistas

Antonio Temóteo
Antonio Temóteo

Repórter especial de Macroeconomia

Publicado em 22 de abril de 2024 às 11h31.

Última atualização em 22 de abril de 2024 às 16h25.

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmou nesta segunda-feira, 22, que há uma correção de rota na Petrobras e que o conselho de administração da companhia deve realizar uma distribuição de dividendos que será debatida em reunião nesta semana. Segundo ele, o aumento no valor do dólar e do brent devem contribuir para isso. Entretanto, ele não detalhou o valor que deve ser repassado aos acionistas. As declarações de Silvera foram feitas durante o Seminário Brasil Hoje, organizado pelo Esfera Brasil.

“Há elementos novos que serão avaliados pelo conselho de administração. Houve melhorias na oxigenação financeira da empresa com aumento do preço do brent e do dólar. Isso será considerado [pelo conselho para debater a distribuição de dividendos]. Também há questões de necessidade fazendárias que serão observadas”, disse.

Silveira também minimizou interferências políticas na companhia. Segundo ele, a companhia é controlada pela União, com representantes indicados pelo governo. Mesmo assim, o ministro disse que a empresa se valorizou 30% entre janeiro de 2023 e janeiro de 2024.

Relação com presidente da Petrobras

Questionado sobre a relação que mantém com o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, Silveira não fez qualquer comentário. Entretanto, voltou a afirmar que todo cargo de confiança do governo é do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

“Todo cargo de confiança é do presidente. Ele que decide quem entra e quem sai. Sobre a permanência de qualquer membro, a decisão é do presidente”, disse.

Acompanhe tudo sobre:PetrobrasMinistério de Minas e EnergiaPetróleo

Mais de Economia

Brasil exporta 46,2% mais à UE, diz Icomex da FGV; vendas à China sobem 14,1%

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem 10 mil, a 222 mil, na semana

BNDES autoriza suspensão das parcelas de crédito rural para produtores do RS até outubro

IGP-10 de maio sobe 1,08% ante queda de 0,33% em abril, afirma FGV

Mais na Exame