Economia

Reservas internacionais da China atingem US$ 3,11 tri em novembro

No mês passado, as reservas da segunda maior economia do mundo subiram US$ 10,06 bilhões

Reservas da China: economistas consultados pelo The Wall Street Journal haviam previsto aumento maior em novembro, de US$ 13 bilhões (China Photos/Getty Images)

Reservas da China: economistas consultados pelo The Wall Street Journal haviam previsto aumento maior em novembro, de US$ 13 bilhões (China Photos/Getty Images)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 7 de dezembro de 2017 às 08h38.

Pequim - As reservas internacionais da China avançaram pelo décimo mês consecutivo em novembro, segundo dados publicados hoje pelo banco central chinês (PBoC), graças a esforços de Pequim para conter saídas de capital.

No mês passado, as reservas da segunda maior economia do mundo subiram US$ 10,06 bilhões, a US$ 3,119 trilhões, após mostrarem expansão de US$ 703 milhões em outubro, informou o PBoC.

Economistas consultados pelo The Wall Street Journal haviam previsto aumento maior em novembro, de US$ 13 bilhões.

Acompanhe tudo sobre:ChinaIuane

Mais de Economia

Lula sanciona Perse com 30 setores e limite de R$ 15 bilhões para benefício fiscal

Governo conta com pagamento integral de dividendos pela Petrobras para fechar as contas de 2024

Haddad admite preocupação com o 3º bimestre por causa do RS

Haddad afirma que anúncio de medida compensatória para desoneração depende ainda de Lula

Mais na Exame