Economia
Acompanhe:

Política monetária é complicada por incertezas, diz presidente do BCE

A presidente do BCE também alertou que as políticas fiscais de alguns governos europeus podem gerar excesso de demanda

 (Olivier Matthys/Reuters)

(Olivier Matthys/Reuters)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 2 de dezembro de 2022, 08h26.

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse nesta sexta-feira (2) que a política monetária é complicada por incertezas, incluindo a perspectiva econômica no curto prazo e os desdobramentos da inflação.

Lagarde, que falou durante conferência promovida pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês) e pelo Banco da Tailândia, afirmou que os BCs precisam garantir que os preços ao consumidor retornem à meta oficial.

Quer saber tudo sobre a política internacional? Assine a EXAME por menos de R$ 11/mês e fique por dentro.

A presidente do BCE também alertou que as políticas fiscais de alguns governos europeus podem gerar excesso de demanda, defendendo que as políticas fiscal e monetária operem em sincronia para garantir "crescimento econômico sustentável e equilibrado".

"Políticas fiscais que criem excesso de demanda em uma economia com oferta restrita podem forçar a política monetária a ficar mais apertada do que seria necessário", advertiu Lagarde.

LEIA TAMBÉM: