Acompanhe:

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, recomenda que os bancos centrais mantenham o foco em "terminar o trabalho" de levar a inflação à meta. Durante discurso por ocasião da reunião de ministros das Finanças e presidentes de bancos centrais do G20 em São Paulo, ela diz que será preciso avaliar com cuidado quando e em que nível reduzir juros mais adiante, para se garantir inflação na meta.

Além disso, menciona o Brasil como exemplo positivo, por ter elevado juros cedo para controlar o quadro inflacionário. Georgieva ainda menciona, em sua fala, a reforma tributária brasileira recente como caso de sucesso.

Georgieva diz que os BCs estão corretos em ter como foco garantir que a inflação retorne à meta. "Isso é especialmente importante para famílias pobres e países de baixa renda que têm sido atingidos de modo desproporcional pelos preços elevados", afirmou.

Ela disse que o núcleo dos preços segue elevado em muitos países e acrescentou que continua a haver riscos de alta na inflação. Com isso, as autoridades responsáveis "precisam monitorar com cuidado os acontecimentos na inflação subjacente e evitar relaxar muito cedo ou muito rápido".

"Mas onde a inflação está claramente se movendo para a meta, os países devem garantir que as taxas de juros não fiquem elevadas por muito tempo", acrescentou a dirigente. "A resposta antecipada e resoluta do Brasil à inflação em alta durante a pandemia é um bom exemplo de como uma formulação de política ágil compensa", afirmou. "O Banco Central do Brasil esteve entre os primeiros a elevar suas taxas de juros, então relaxou a política conforme a inflação retornava à meta", elogiou.

Reforma fiscal brasileira

Em outro momento de sua fala, Georgieva diz que é crucial que os países elevem a receita e combatam ineficiências. O Brasil "tem mostrado liderança nesta área, com sua reforma tributária histórica", destacou.

"Mas muitos países estão para trás, com espaço para ampliar suas bases tributárias, fechar brechas e melhorar a administração tributária", afirmou Georgieva.

Ela defendeu que as nações busquem sistemas tributários "mais inclusivos e transparentes", a fim de garantir que a arquitetura tributária internacional leve em conta os interesses dos países em desenvolvimento.

G20 precisa de ousadia para impulsionar PIB global no médio prazo, diz diretora-gerente do FMI

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, pede aos integrantes do G20 "ousadia" para melhorar as perspectivas de crescimento no médio prazo, com vistas e um futuro "mais equitativo, próspero, sustentável e cooperativo".

Georgieva nota que a reunião das autoridades ocorrerá no Pavilhão da Bienal, na cidade brasileira, "desenhado pelo famoso arquiteto Oscar Niemeyer".

As "linhas fluidas e a fachada impressionante" do prédio de Niemeyer são citadas como "um monumento à ousadia do Brasil moderno". E a diretora-gerente do FMI diz que gostaria que o G20 "se inspirasse nesse marco e também agisse com ousadia".

Ela recorda que houve melhora recente nas perspectivas de crescimento de curto prazo, o que daria aos líderes do grupo uma oportunidade de retomar impulso político por propostas para o futuro.

O FMI projeta que o mundo crescerá 3,1% neste ano, com inflação em queda e o mercado de trabalho se sustentando.

Segundo ela, algumas tendências atuais, como o uso de inteligência artificial (IA), podem impulsionar a produtividade e melhorar as perspectivas de crescimento. "Nós precisamos muito disso - nossas projeções de crescimento de médio prazo têm recuado a mínimas em décadas", afirmou.

Georgieva diz que o crescimento baixo afeta a todos, "mas têm implicações particularmente perturbadoras para os mercados emergentes e as economias em desenvolvimento".

Ela também menciona a fragmentação geoeconômica, que tem crescido, o que afeta o comércio e os fluxos de capital. Além disso, os riscos climáticos aumentam e já afetam o desempenho econômico, da produtividade agrícola à confiabilidade do transporte e à disponibilidade e ao custo de seguros, lista. "Esses riscos podem frear regiões com o maior potencial demográfico, como a África Subsaariana."

A diretora-gerente do FMI ainda destaca em sua fala a agenda do Brasil no comando do G20. Segundo ela, essa agenda traz itens cruciais, como inclusão, sustentabilidade e governança global, "com uma bem-vinda ênfase em erradicar a pobreza e a fome". Ela disse que o FMI "trabalha para apoiar essa agenda ambiciosa".

Com a inflação perdendo fôlego e economias mais bem posicionadas para absorver uma postura fiscal mais apertada, "chegou o momento de um foco renovado em reconstruir colchões contra choques futuros", recomenda Georgieva. Ela pede que se contenha o aumento da dívida pública e se crie espaço para novas prioridades de gastos. "A espera pode forçar um ajuste doloroso mais adiante", adverte. "Mas, para os benefícios serem duradouros, o aperto deve ocorrer em um ritmo cuidadosamente calibrado", acrescenta.

Georgieva pede um foco na cooperação, para lidar com a fragmentação geoeconômica e revigorar o comércio, maximizar o potencial da IA sem elevar a desigualdade, evitar gargalos em dívida e responder a mudanças climáticas.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Presidente do Eurogrupo diz que inflação está desacelerando rapidamente na zona do euro
Economia

Presidente do Eurogrupo diz que inflação está desacelerando rapidamente na zona do euro

Há 15 horas

BC da Argentina corta juros de 80% para 70% e cita 'pronunciada desaceleração' da inflação
Economia

BC da Argentina corta juros de 80% para 70% e cita 'pronunciada desaceleração' da inflação

Há 17 horas

Bolsas da Europa fecham em queda, com atenções para a 5ª manutenção seguida de juros pelo BCE
seloMercados

Bolsas da Europa fecham em queda, com atenções para a 5ª manutenção seguida de juros pelo BCE

Há 18 horas

Crescimento econômico 'robusto' dos EUA melhora perspectiva mundial, afirma diretora do FMI
Economia

Crescimento econômico 'robusto' dos EUA melhora perspectiva mundial, afirma diretora do FMI

Há 20 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais