Lojistas veem queda de 8% nas vendas no Dia das Mães

Tal cenário contrasta com a expectativa da FecomercioSP de alta de 5% no faturamento no mês de maio

São Paulo - Lojistas na cidade de São Paulo estima queda de 8 por cento nas vendas para o Dia das Mães neste ano em relação a 2016, de acordo sondagem da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Tal cenário contrasta com a expectativa da entidade de alta de 5 por cento no faturamento no mês de maio.

A sondagem foi realizada com 100 lojistas da cidade de São Paulo nos dias 8 e 9 de maio.

O consumidor "está cada vez mais racional após uma forte restrição orçamentária da crise e do desemprego e esse novo consumidor está mais atento às promoções, menos afeito ao apelo das datas", avaliou a FecomercioSP, em nota.

Segundo a entidade, a sondagem mostrou que os empresários estão mais dispostos a fazer promoções e que os estoques estão mais ajustados para a data.

Ainda conforme o levantamento, lojistas esperam aumento das vendas à vista, diante da pouca propensão das famílias em se endividar e, também, do risco de se expandir crédito.

Nas vendas a prazo, a expectativa é que a maioria utilize o cartão de crédito.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.