Economia

Indústria mexicana produz abaixo do previsto em outubro

O desempenho foi liderado pela indústria automobilística, que produziu mais de 3 milhões de carros e caminhões leves até o momento neste ano


	Indústria: resultado ficou abaixo da estimativa de 2,6% de crescimento feita por economistas no Wall Street Journal
 (Andrey Rudakov/Bloomberg)

Indústria: resultado ficou abaixo da estimativa de 2,6% de crescimento feita por economistas no Wall Street Journal (Andrey Rudakov/Bloomberg)

DR

Da Redação

Publicado em 12 de dezembro de 2014 às 14h51.

Cidade do México - A produção industrial do México em outubro subiu 2,1% frente ao mesmo período do ano anterior, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística do país.

O resultado ficou abaixo da estimativa de 2,6% de crescimento feita por onze economistas no Wall Street Journal.

Na comparação com setembro, o aumento foi de 0,32%.

A atividade manufatureira cresceu 3,9% em outubro frente ao mesmo período do ano anterior ou 0,66% na comparação com setembro com setembro.

O desempenho foi liderado pela indústria automobilística, que produziu mais de 3 milhões de carros e caminhões leves até o momento neste ano, um novo recorde de produção.

O setor de construção continuou sua recuperação da queda de 2013 e expandiu 5,4% em outubro, na comparação anual e 0,24% na comparação mensal.

Já o setor de petróleo e gás continua com fraco desempenho.

A produção caiu 5,1% em outubro frente ao mesmo mês do ano passado.

A petrolífera estatal Petroleos Mexicanos relatou que a produção de petróleo recuou 7%, para pouco menos de 2,4 milhões de barris por dia em outubro, enquanto a sua produção de gás natural subiu 1,7% em igual período de comparação.

Fonte: Dow Jones Newswires.

Acompanhe tudo sobre:América LatinaDesempenhogestao-de-negociosIndústriaIndústrias em geralMéxicoResultado

Mais de Economia

Haddad diz que Brasil é uma “encrenca”, mas que tem potencial de ser “grande”

Brasil está pronto para acordo Mercosul e União Europeia, diz Lula

Nova presidente da Petrobras troca três dos oito diretores da estatal

Votação do Marco Regulatório do Hidrogênio deve ocorrer antes do recesso, diz Arnaldo Jardim

Mais na Exame