Economia

Camex zera tarifa de importação de máquinas e equipamentos; veja lista

Resoluções entram em vigor em dois dias úteis e os produtos ficam com alíquota de 0% até 31 de dezembro de 2021

Importações: Camex decidiu zerar as alíquotas do Imposto de Importação incidentes sobre vários bens de capital e bens de informática e telecomunicação (Rogerio Reis/Getty Images)

Importações: Camex decidiu zerar as alíquotas do Imposto de Importação incidentes sobre vários bens de capital e bens de informática e telecomunicação (Rogerio Reis/Getty Images)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 22 de novembro de 2019 às 12h14.

Última atualização em 22 de novembro de 2019 às 16h33.

Brasília — O Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior decidiu zerar as alíquotas do Imposto de Importação incidentes sobre vários bens de capital e bens de informática e telecomunicação. A decisão consta de duas resoluções publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 22, que trazem a lista dos produtos contemplados com o benefício tributário.

Os itens beneficiados são máquinas e equipamentos industriais, todos na condição de ex-tarifário, regime que consiste na redução temporária da taxa de importação de bens de capital, de informática e telecomunicação, quando não houver produção nacional equivalente.

Sem a aplicação do regime, as importações desses produtos têm incidência média de 14%, no caso dos bens de capital, e de 16% nos itens de informática e telecomunicação.

As resoluções entram em vigor em dois dias úteis e os produtos ficam com alíquota de 0% até 31 de dezembro de 2021. Clique aqui para ver as resoluções e a lista dos produtos beneficiados.

A Camex é o órgão que trabalha na facilitação e simplificação do comércio internacional no país. O seu objetivo principal é reduzir o tempo e custos de transação nesse setor, visando o aumento da competitividade.

Desta forma, o grupo costuma receber demandas de setores produtivos para a alteração de tarifas ou pode concluir conveniente a alteração por meio de estudos realizados internamente. Essa prática é frequente e ocorre todos os anos.

Acompanhe tudo sobre:economia-brasileiraTarifas

Mais de Economia

Governo deve anunciar ajuda de R$ 15 bilhões a grandes empresas gaúchas nesta quarta-feira

Câmara aprova taxa de 20% para compras de até US$ 50 em sites como Shein e AliExpress

EXCLUSIVO: Sky planeja criar banco para atender seus assinantes de TV e internet

Relator do Mover publica parecer com taxa de 25% sobre compras na Shein e AliExpress de até US$ 50

Mais na Exame