Bolsonaro diz que fechará fronteira com Venezuela por causa de coronavírus

Segundo o presidente, a decisão foi tomada para impedir o colapso do sistema de saúde de Roraima; passagem de mercadorias será mantida

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira que o governo editará uma portaria para fechamento da fronteira entre Brasil e Venezuela, mantendo apenas a passagem de mercadorias.

Segundo o presidente, a decisão foi tomada para impedir o colapso do sistema de saúde de Roraima, mas não é preciso fechar totalmente a fronteira porque existe uma dependência da economia do Estado do comércio com a Venezuela.

“Amanhã tem uma portaria. Não é um fechamento total da fronteira, será mantido o tráfego de mercadorias”, disse o presidente.

Bolsonaro afirmou ainda que a decisão foi tomada porque essa é uma fronteira “mais sensível”, mas que fechamento de fronteiras “não é uma solução mágica”.

Mais cedo, o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, disse que sua pasta já havia se manifestado favoravelmente. Ressaltou que o sistema de saúde da Venezuela já entrou em colapso e o Estado de Roraima não capacidade de atender mais venezuelanos.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.