Banco Central da Venezuela inicia distribuição de novas notas

Notas que entrarão em circulação no dia 20 de agosto e que eliminarão cinco zeros no bolívar devido à hiperinflação, informou a instituição

O Banco Central da Venezuela começou a entregar aos bancos as novas notas que entrarão em circulação no dia 20 de agosto e que eliminarão cinco zeros no bolívar devido à hiperinflação, informou o banco.

"Teve início o processo de entrega das peças que compõem a nova moeda para bancos públicos e privados no país", disse o órgão emissor em um boletim divulgado nesta sexta-feira.

Ele não especificou quantas notas foram distribuídas neste primeiro momento.

A entrada em vigor da nova moeda foi originalmente agendada para 4 de junho, com três zeros a menos.

Mas o governo adiou-a duas vezes, a última delas em 25 de julho, com cinco zeros a menos, diante de uma inflação projetada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) em 1.000.000% em 2018.

A nota mais alta, de 500 bolívares, será equivalente a 50 milhões de bolívares atuais (15 dólares no mercado negro).

Agora, haverá moedas de 0,5 e 1 bolívar e notas de 2, 5, 10, 20, 50, 100, 200 e 500.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.