Economia

As 11 cidades mais caras para comprar cerveja, incluindo Rio

Em Oslo, uma garrafinha de cerveja com 330 ml sai por mais de 10 reais, quase o dobro do preço no Rio de Janeiro e em Estocolmo, na Suécia

Marcas de cervejas alemãs, durante feira (Sean Gallup/Getty Images)

Marcas de cervejas alemãs, durante feira (Sean Gallup/Getty Images)

João Pedro Caleiro

João Pedro Caleiro

Publicado em 28 de agosto de 2014 às 15h18.

São Paulo - Em Oslo, quem gosta de tomar uma cerveja no final do expediente precisa estar disposto a desembolsar uma quantia considerável.

Uma cerveja de 330 ml custa em média R$ 10,69 no supermercado, o maior valor entre 40 cidades do mundo pesquisadas pela GoEuro, uma ferramenta online de viagens. 

A Noruega controla de forma rígida o comércio de álcool. Cervejas estão disponíveis em supermercados, mas com limite de dias e horários, enquanto bebidas com teor mais alto só podem ser compradas em uma rede estatal. Em domingos e feriados, nem pensar.

O Rio entrou em 9º no ranking, uma presença que "pode surpreender, mas reflete o custo de vida em ascensão rápida no Brasil", de acordo com os autores do levantamento.

Veja a seguir quais são as outras cidades do mundo com a cerveja mais cara e qual é o preço médio de uma garrafinha de 330ml em uma rede de supermercados de baixo padrão com base em marcas internacionais e no mínimo uma grande marca local. Os preços em libras foram convertidos para o real:

Acompanhe tudo sobre:bebidas-alcoolicasCervejasCidadescidades-brasileirasMetrópoles globaisPreçosRio de Janeiro

Mais de Economia

Invasores tentaram movimentar R$ 9 milhões do Ministério da Gestão na última sexta

Votação de projeto que libera R$ 15,7 bi no Orçamento deve destravar sessão de vetos do Congresso

Perse: Câmara aprova projeto com 30 atividades e impacto de R$ 15 bi; texto vai ao Senado

Haddad consegue diminuir impacto do Perse e projeto deve ter menos de 30 setores

Mais na Exame