• AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
  • AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
Abra sua conta no BTG

Ensino superior a distância deve continuar em alta

Em 2017, o segmento cresceu 16%, para 1,6 milhão de matrículas. A previsão é de avanço de mais 8% neste ano
Investimento na área pretende dobrar o número de alunos (Getty Images/Getty Images)
Investimento na área pretende dobrar o número de alunos (Getty Images/Getty Images)
Por Primeiro LugarPublicado em 20/12/2018 05:29 | Última atualização em 20/12/2018 05:29Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Uma área de ensino superior que deve fechar o ano com nova leva de bons resultados é a do ensino a distância. Em 2017, o segmento cresceu 16%, para 1,6 milhão de matrículas. A previsão é de avanço de mais 8% neste ano.

Novos grupos regionais continuam de olho nas oportunidades criadas por uma portaria do Ministério da Educação de 2017 que autorizou novos polos Brasil afora. Um deles é o centro universitário carioca Celso Lisboa, que contratou o banco Bradesco BBI para buscar um sócio estratégico. O objetivo é investir 20 milhões de reais em tecnologia para lançar a modalidade de ensino a distância em 2019.

Com o EAD, o Celso Lisboa pretende dobrar o número atual de 14.000 alunos, inaugurando mais 80 polos, em dez cidades, por meio de parcerias com colégios e outras pequenas universidades. Fundada há 47 anos, a empresa familiar vai encerrar 2018 com faturamento de 110 milhões de reais.