Easy deixará de operar carros particulares no Brasil

Empresa passará a focar o mercado de táxis para não concorrer diretamente com sua parceira Cabify
EASY: empresa deixará de operar o modelo de carros particulares no Brasil para focar no mercado de táxis (Easy/Divulgação)
EASY: empresa deixará de operar o modelo de carros particulares no Brasil para focar no mercado de táxis (Easy/Divulgação)
P
Primeiro Lugar

Publicado em 11/09/2017 às 18:53.

Última atualização em 13/09/2017 às 19:30.

A Easy (antiga Easy Taxi) vai deixar de operar o serviço de carros particulares no Brasil na próxima segunda-feira, dia 18. Os motoristas que trabalham em parceria com a empresa já foram avisados por e-mail. Chamado de EasyGo e lançado em julho de 2016 para concorrer diretamente com o Uber, o modelo nunca decolou e deixou de fazer sentido depois que a Easy foi adquirida em junho pela espanhola Cabify, que opera exclusivamente com carros particulares, numa transação de 500 milhões de reais, segundo EXAME apurou.

A mudança no modelo de negócio busca sinergia entre as empresas. A Cabify é mais consolidada no modelo de carros particulares, onde tornou-se relevante desde que entrou no país, em abril de 2016. A Easy agora deve focar seus esforços em se reaproximar dos taxistas, que formam um mercado importante em grandes cidades, mas foram deixados de lado em meio à disputa pelo mercado de motoristas particulares. No final de semana, a empresa espanhola anunciou que deixará de operar no Uruguai a partir de outubro, abrindo mercado para a Easy, que é mais forte no país. Procurada, a Easy confirmou a mudança em seu modelo de negócios.