O que fazer antes das férias (para não levar trabalho para a casa)

Especialista mostra quais os passos para começar as férias sem dores de cabeça profissionais

São Paulo – Por mais apaixonado pela profissão que você seja, férias sempre são uma boa pedida. Mas como se organizar para que os dias que antecedem a elas não virem um verdadeiro martírio em termos de tempo? Ou pior: o que fazer para não levar trabalho atrasado na bagagem dos seus merecidos descansos?

“Se a pessoa não se programou nos dias anteriores, a véspera das férias será muito estressante”, diz Andrea Piscitelli, professora do MBA da  FGV e FIA.

O que depende de você?

Algumas semanas antes da sua partida para o paraíso, ops, férias, faça um mapeamento de todas as atividades, decisões e projetos que dependem diretamente do seu trabalho. “Há coisas que não podem parar e você tem que delegá-las para alguém”, diz Andrea.

Agora, se há muitas tarefas pendentes e com prazos que irão expirar antes das suas férias, corra. “É melhor trabalhar um pouco mais antes das férias para sair zerado, sem pendências do que ter que levar todo este estresse para seu período de descanso”, afirma.

Por isso, seja consciente. Faça uma lista de tarefas e, com bom senso, cheque o que é possível realizar ou não. Negocie os prazos das causas impossíveis.

Passe adiante

Feito isso, é hora de treinar a pessoa que ficará responsável pelas suas responsabilidades durante o período de férias. “Faça uma integração com tudo o que ela precisará cuidar. Apresente todas as possibilidades de cenário, para que ela não precise ligar para você durante as férias”, aconselha a especialista.

Ela afirma que a duração do treinamento depende do tipo de função que você desempenha. “Se o trabalho é mais operacional, uma reunião pode ser suficiente. Agora, se é de um nível tático para cima, que exige várias tomadas de decisões, o ideal é que a pessoa acompanhe seu trabalho pelo menos durante uma semana”, diz Piscitelli.


Neste período, segundo a especialista, vale até dedicar alguns momentos para que a pessoa trabalhe como se você não estivesse lá. Segundo a professora, esse tipo de treinamento é essencial para que o substituto fique seguro para não precisar contatar o outro profissional durante as férias.

Informe

Não deixe para avisar no último seus clientes sobre as férias. Se possível, pelo menos, uma semana antes comece a negociar prazos e a apresentar quem ficará responsável por responder cada demanda.

Último dia

Se você fez a lição de casa nos dias anteriores, a véspera das férias será para amarrar tudo o que tinha para fazer (além da contagem regressiva, é claro). Faça a resposta automática do e-mail, cheque se deixou o acesso livre para todos os arquivos e dados necessários para seu substituto. “Faça uma última checagem para não se sabotar”, diz a especialista.

Agora, se você deixou tudo para a última hora e não se organizou antes, o último dia será, inevitavelmente, dedicado a apagar incêndios. Antes de se desesperar, tente negociar prazos. Se não for possível e o trabalho atrasado invadir suas férias, não faça um autoflagelo e nem dê vazão para a procrastinação. Planeje-se para terminar as tarefas em poucos dias. Ao conclui-las, desligue-se totalmente.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.