Goldman e Citi pedem que equipes voltem ao escritório em Londres

As medidas ocorrem depois que o governo anunciou na quarta-feira que a maioria das restrições para conter infeções por Covid-19 será suspensa na Inglaterra nos próximos dias
Goldman Sachs e Citigroup: O presidente da PricewaterhouseCoopers UK, Kevin Ellis, é outro executivo que saudou a mudança (Reuters/Brendan McDermid)
Goldman Sachs e Citigroup: O presidente da PricewaterhouseCoopers UK, Kevin Ellis, é outro executivo que saudou a mudança (Reuters/Brendan McDermid)
Por BloombergPublicado em 20/01/2022 14:56 | Última atualização em 20/01/2022 15:07Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Por Deana Kjuka e William Shaw, da Bloomberg

Goldman Sachs e Citigroup estão entre as empresas que começaram a pedir aos funcionários de Londres para que retornem aos escritórios depois que o Reino Unido retirou sua orientação de trabalho em casa.

Os funcionários do Goldman devem retornar de acordo com o anúncio do governo na quarta-feira, disse uma pessoa familiarizada com o assunto. O Citigroup enviou e-mail para sua equipe de Londres pedindo a presença no escritório pelo menos três dias por semana.

Quer dar um up na sua carreira? Conheça o curso preparatório para certificação CFP da EXAME.

“Agora estamos livres para nos reunir em nossos escritórios, sem restrições, onde somos mais capazes de gerar a energia e o espírito colaborativo no qual o Citi prospera”, o CEO para EMEA, David Livingstone, e chefe do Reino Unido, James Bardrick, disseram em e-mail enviado à equipe na quarta-feira e visto pela Bloomberg.

A CEO da Fidelity International, Anne Richards, e o presidente do conselho do Standard Chartered, José Vinals, disseram à Bloomberg TV nesta quinta-feira que suas empresas estão incentivando os funcionários do Reino Unido a retornarem aos seus escritórios.

“Vamos incentivar mais pessoas a entrar no escritório”, disse Richards. “Estou ansiosa para estar fisicamente de volta a partir da próxima semana.”

As medidas ocorrem depois que o governo anunciou na quarta-feira que a maioria das restrições para conter infeções por Covid-19 será suspensa na Inglaterra nos próximos dias, o que inclui pedir às pessoas que trabalhem em casa. O presidente da PricewaterhouseCoopers UK, Kevin Ellis, é outro executivo que saudou a mudança, dizendo que espera que o retorno ao escritório seja mais rápido do que da última vez, quando sua empresa levou dois meses para voltar a 80% da capacidade presencial.

“Estamos esperando uma recuperação mais rápida agora”, disse ele em comunicado enviado por e-mail na quinta-feira. “As pessoas conhecem a rotina – e esta é uma ótima notícia para pequenas empresas e centros urbanos que dependem dos trabalhadores no escritório.”

O e-mail do Citi disse que o banco dos EUA continua oferecendo trabalho flexível, acrescentando que suas medidas de proteção permanecem em vigor, incluindo seu programa de testes de Covid todas as segundas, quartas e sextas-feiras. As regras sobre coberturas faciais também permanecem em vigor.

Testes obrigatórios e uso de máscaras permanecerão em vigor no prédio do Goldman, disse a pessoa.