Acompanhe:
seloCarreira

Goldman e Citi pedem que equipes voltem ao escritório em Londres

As medidas ocorrem depois que o governo anunciou na quarta-feira que a maioria das restrições para conter infeções por Covid-19 será suspensa na Inglaterra nos próximos dias

Modo escuro

Continua após a publicidade
Goldman Sachs e Citigroup: O presidente da PricewaterhouseCoopers UK, Kevin Ellis, é outro executivo que saudou a mudança (Brendan McDermid/Reuters)

Goldman Sachs e Citigroup: O presidente da PricewaterhouseCoopers UK, Kevin Ellis, é outro executivo que saudou a mudança (Brendan McDermid/Reuters)

B
Bloomberg

Publicado em 20 de janeiro de 2022 às, 14h56.

Última atualização em 20 de janeiro de 2022 às, 15h07.

Por Deana Kjuka e William Shaw, da Bloomberg

Goldman Sachs e Citigroup estão entre as empresas que começaram a pedir aos funcionários de Londres para que retornem aos escritórios depois que o Reino Unido retirou sua orientação de trabalho em casa.

Os funcionários do Goldman devem retornar de acordo com o anúncio do governo na quarta-feira, disse uma pessoa familiarizada com o assunto. O Citigroup enviou e-mail para sua equipe de Londres pedindo a presença no escritório pelo menos três dias por semana.

Quer dar um up na sua carreira? Conheça o curso preparatório para certificação CFP da EXAME.

“Agora estamos livres para nos reunir em nossos escritórios, sem restrições, onde somos mais capazes de gerar a energia e o espírito colaborativo no qual o Citi prospera”, o CEO para EMEA, David Livingstone, e chefe do Reino Unido, James Bardrick, disseram em e-mail enviado à equipe na quarta-feira e visto pela Bloomberg.

A CEO da Fidelity International, Anne Richards, e o presidente do conselho do Standard Chartered, José Vinals, disseram à Bloomberg TV nesta quinta-feira que suas empresas estão incentivando os funcionários do Reino Unido a retornarem aos seus escritórios.

“Vamos incentivar mais pessoas a entrar no escritório”, disse Richards. “Estou ansiosa para estar fisicamente de volta a partir da próxima semana.”

As medidas ocorrem depois que o governo anunciou na quarta-feira que a maioria das restrições para conter infeções por Covid-19 será suspensa na Inglaterra nos próximos dias, o que inclui pedir às pessoas que trabalhem em casa. O presidente da PricewaterhouseCoopers UK, Kevin Ellis, é outro executivo que saudou a mudança, dizendo que espera que o retorno ao escritório seja mais rápido do que da última vez, quando sua empresa levou dois meses para voltar a 80% da capacidade presencial.

“Estamos esperando uma recuperação mais rápida agora”, disse ele em comunicado enviado por e-mail na quinta-feira. “As pessoas conhecem a rotina – e esta é uma ótima notícia para pequenas empresas e centros urbanos que dependem dos trabalhadores no escritório.”

O e-mail do Citi disse que o banco dos EUA continua oferecendo trabalho flexível, acrescentando que suas medidas de proteção permanecem em vigor, incluindo seu programa de testes de Covid todas as segundas, quartas e sextas-feiras. As regras sobre coberturas faciais também permanecem em vigor.

Testes obrigatórios e uso de máscaras permanecerão em vigor no prédio do Goldman, disse a pessoa.

Últimas Notícias

Ver mais
Mondelēz Brasil abre vaga de estágio com salário de até R$ 2.100; VP de RH traz mais novidades
seloCarreira

Mondelēz Brasil abre vaga de estágio com salário de até R$ 2.100; VP de RH traz mais novidades

Há 4 dias

Quer trabalhar em qualquer lugar do mundo? Veja as vagas de home office desta semana
seloCarreira

Quer trabalhar em qualquer lugar do mundo? Veja as vagas de home office desta semana

Há 5 dias

É difícil trabalhar no modelo remoto?
ESG

É difícil trabalhar no modelo remoto?

Há 5 dias

Com CEO pressionado, Goldman Sachs vê lucro crescer 28% no primeiro trimestre
seloMercados

Com CEO pressionado, Goldman Sachs vê lucro crescer 28% no primeiro trimestre

Há 6 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais