Carreira

Educafro e Prefeitura de SP oferecem vagas de estágio e bolsas em universidades

Dentre as instituições educacionais estão a Universidade São Francisco (USF), onde as bolsas são de 100% e a UniMais, que oferece cursos a distância com bolsas de 80%

Bolsas: As bolsas de estudo disponibilizadas pelas instituições podem ser solicitadas por pessoas negras de todo o Brasil, desde que dispostas e com a possibilidade de se mudarem para a capital paulista e associadas à Educafro (Inside Creative House/Getty Images)

Bolsas: As bolsas de estudo disponibilizadas pelas instituições podem ser solicitadas por pessoas negras de todo o Brasil, desde que dispostas e com a possibilidade de se mudarem para a capital paulista e associadas à Educafro (Inside Creative House/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 17 de fevereiro de 2023 às 09h45.

A ONG Educafro, mantida pela entidade Francisco de Assis e focada na inclusão de pessoas negras e de baixa renda em universidades públicas e particulares, fechou uma parceria com universidades privadas e com a Prefeitura de São Paulo para ofertar bolsas de estudo e vagas de estágio nos órgãos públicos municipais. O anúncio foi feito pela Frei David Raimundo Santos, diretor presidente da FAecidh, nas redes sociais da organização no dia 10. “Nunca esperei que em vida ia ter uma tremenda vitória como essa”, diz em vídeo.

A cooperação com a Prefeitura é um dos resultados do protocolo de intenções assinado em dezembro do ano passado para fomentar o ingresso de associados da Educafro ao programa de estágios da administração municipal que já existe. Já as bolsas de estudo são para quatro universidades, em ensino presencial e EaD. Para participar das seleções é preciso estar associado ao instituto.

Dentre as instituições educacionais estão a Universidade São Francisco (USF), onde as bolsas são de 100%, a UniMais, que oferece cursos a distância com bolsas de 80%, o Centro Universitário Sant’Anna (Uni Sant’anna), na qual a ONG conseguiu bolsas de 60%, e o Centro Universitário Paulistano, que oferece bolsas de 50%.

Como concorrer às bolsas universitárias?

As bolsas de estudo disponibilizadas pelas instituições podem ser solicitadas por pessoas negras de todo o Brasil, desde que dispostas e com a possibilidade de se mudarem para a capital paulista e associadas à Educafro. São 5 mil bolsas e o processo exige que se preencha um formulário da organização que pode ser solicitado pelo telefone (11) 96273-6869 ou pelo e-mail educafror@educafro.org.br.

As documentações para entrar em cada uma das instituições de ensino variam e devem ser buscadas diretamente com as universidades.

Na USF, por exemplo, é preciso se inscrever no vestibular social da universidade, realizar uma prova online de redação e, após a aprovação, fazer a matrícula online com envio de documentação e avaliação socioeconômica. O processo deve ser feito até maio deste ano. Como critérios estão:

  • - Não ter ensino superior (graduação).
  • - Não ser aluno da USF (matrícula ativa e/ou trancada, exceto ingressante 2023).
  • - Não ser beneficiário de outro programa de bolsas e/ou financiamentos governamentais ou da própria Instituição de ensino superior.

Como funciona o estágio?

As 4 mil vagas de estágio são para estudantes pretos e pardos, de baixa renda, que fazem graduação a partir do segundo semestre ensino médio na rede pública e o EJA. As vagas são na própria Prefeitura e nas secretarias do município.

No caso do ensino médio, as bolsas-estágio são de R$ 700 mensais com carga horária de 4 horas diárias. Para o ensino superior o auxílio se divide em dois tipos: para estágios nos quais a carga horária é de 4 horas diárias, as bolsas são de R$ 1.000, e para as vagas de estágio de 6 horas diárias, as bolsas são de R$ 1.500.

Todas as modalidades recebem um auxílio transporte de R$ 193,60 e para os que possuem carga horária diária de 6 horas é garantido o auxílio refeição de R$ 25 reais por dia estagiado.

Critérios da Educafro para concorrer ao estágio remunerado:

  • - Ser um associado à Educafro, assistir à reunião de acolhida e realizar a prova de cidadania que fazem parte do processo de associação da organização;
  • - Estar matriculado ou se matricular em uma universidade parceira da Educafro.
  • - Preencher um formulário disponível nas páginas da organização.
  • - Participar do grupo Telegram da Educafro.
  • - Participar da reunião de instrução com os responsáveis técnicos do projeto “Bolsa estágio Educafro”, que ocorre todas as quintas às 19h45 e aos sábados às 9 horas.
  • - Atender a outras tarefas de cidadania que a Educafro passa pelo Telegram.

O programa de bolsas fica aberto até o mês de junho, enquanto as vagas estiverem disponíveis. “Conforme forem surgindo as vagas serão reabertas as inscrições. Essa é da primeira chamada”, afirma a assessoria da organização.

Já a Prefeitura de São Paulo salienta que dentre os seus critérios é necessário que o estudante esteja matriculado, com frequência nas aulas, em curso de ensino superior, de educação profissional ou de ensino médio regular e habilitado no processo seletivo da instituição pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).

Além disso, alunos de primeiro e último semestre da graduação e ensino médio ou técnico não serão aceitos para estágio.

A parceria da Educafro com a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Gestão, foi assinada em dezembro de 2022. A proposta do protocolo de intenções seria fomentar o ingresso de pessoas negras associadas à Educafro ao programa de estágio da Prefeitura. O documento foi assinado por Frei David, diretor presidente da FAecidh, em evento com a presença de representantes de outras secretarias, como as de Cultura, de Direitos Humanos e Cidadania, Secretária Executiva Coordenação de Promoção da Igualdade Racial.

A premissa do concilio seria ampliar o número de estagiários negras e negros na administração pública. De acordo com a Prefeitura, dos seus 5.117 atuais estagiários, 28,2%, se autodeclaram negros ou afrodescendentes.

Acompanhe tudo sobre:Faculdades e universidadesNegros

Mais de Carreira

Quais são os benefícios de um estagiário?

Quais são os direitos de um estagiário?

BAT Brasil abre programa de trainee com desenvolvimento global e salário inicial de R$ 10 mil

A Cultura do Excesso Corporativo: Ela pode estar na sua empresa e você nem sabe; conheça os sinais

Mais na Exame