Acompanhe:
seloCarreira

Assumir o cargo de um funcionário que ganha mais dá direito a aumento?

Há um tipo de substituição que dá direito a aumento de salário, segundo explica o advogado Marcelo Mascaro, na sua coluna de hoje

Modo escuro

Continua após a publicidade
Dinheiro:  substituir alguém têm consequência no salário (IltonRogerio/Getty Images)

Dinheiro: substituir alguém têm consequência no salário (IltonRogerio/Getty Images)

M
Marcelo Mascaro Nascimento, sócio do escritório Mascaro Nascimento Advocacia Trabalhista

Publicado em 29 de agosto de 2019 às, 13h21.

O trabalhador pode assumir as atribuições de outro por diversos motivos. São as hipóteses de substituição, em que um empregado passa a exercer as atividades de outro em razão deste último se ausentar do trabalho.

A substituição pode ser temporária, eventual ou definitiva, e, dependendo de qual for sua natureza, trará consequências distintas ao trabalhador.

Definitiva é a substituição em que o empregado assume de forma permanente o cargo de outro. Isso ocorre, por exemplo, em situações em que o substituído deixou a empresa porque foi dispensado ou pediu demissão.

Apesar da lei não definir o que sejam as substituições eventuais e temporárias, os tribunais trabalhistas entendem que substituições em razão de férias, licença maternidade, e licença por motivo de doença são temporárias.

Já a substituição eventual ocorre em situações de períodos bastantes curtos, como um atraso, a ausência de funcionário por meio período para, por exemplo, ir ao consultório médico, ou mesmo a falta de um dia.

A temporária é a única que dá direito ao empregado substituto, enquanto durar a substituição, receber o mesmo salário contratual do substituído quando o valor deste for maior.

Para que isso ocorra, no entanto, é indispensável que o trabalhador substituto assuma todas as atribuições do substituído, ou seja, que ela se dê de forma integral. Caso contrário, não há direito ao mesmo salário, embora seja possível um incremento salarial se houver acúmulo de tarefas.

Já quando eventual ou definitiva, não há o direito a receber o mesmo salário do trabalhador substituído, exceto se norma coletiva assim previr ou por decisão do empregador.

Últimas Notícias

Ver mais
Qual é a diferença entre o dano moral trabalhista individual e o coletivo?
seloCarreira

Qual é a diferença entre o dano moral trabalhista individual e o coletivo?

Há 2 dias

A empresa pode fazer perguntas sobre signo e mapa astral em entrevista de emprego?
seloCarreira

A empresa pode fazer perguntas sobre signo e mapa astral em entrevista de emprego?

Há 3 dias

Insalubridade: o que é, como funciona e como fazer o cálculo
seloCarreira

Insalubridade: o que é, como funciona e como fazer o cálculo

Há uma semana

“Sábado compensado”: Como liberar o empregado em caso de feriados?
seloCarreira

“Sábado compensado”: Como liberar o empregado em caso de feriados?

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais