Brasil
Acompanhe:

Tarcísio faz primeiro gesto ao PSDB e apoia recondução de tucano no Sebrae de SP

Em São Paulo, a direção do Sebrae é escolhida por um colégio eleitoral formado por 13 entidades e instituições, mas o Palácio dos Bandeirantes tem maioria

Tarcísio não indicou nenhum nome do PSDB na transição até o momento (Governo do Estado de São Paulo/Flickr)

Tarcísio não indicou nenhum nome do PSDB na transição até o momento (Governo do Estado de São Paulo/Flickr)

E
Estadão Conteúdo

28 de novembro de 2022, 16h11

No primeiro gesto aos tucanos que o apoiaram no 2° turno, o governador eleito de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos) decidiu apoiar a recondução do presidente do PSDB Marco Vinholi, para o cargo de superintendente do Sebrae-SP. A eleição da nova diretoria acontece nesta terça-feira, 29, mesmo dia da eleição do Sebrae nacional, em Brasília.

Em São Paulo, a direção do Sebrae é escolhida por um colégio eleitoral formado por 13 entidades e instituições, mas o Palácio dos Bandeirantes tem maioria.

O mandato é de dois anos, mas o novo governo tem margem de manobra para destituir os escolhidos pela gestão anterior. Essa manobra aconteceu, por exemplo, na transição do governo Márcio França (PSB) para João Doria (então no PSDB).

"Esses apoios são fundamentais. Iremos trabalhar em parceria para apoiar o microempreendedor paulista", disse Vinholi ao Estadão.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta

A recondução de Vinholi ao comando do braço paulista do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa é o primeiro cargo entregue aos tucanos, que perderam o governo depois de 28 anos e já vinham reclamando da falta de espaço na transição de gestões, uma vez que o governador Rodrigo Garcia prontamente aderiu a Tarcísio no segundo turno da disputa em SP e a Jair Bolsonaro na eleição presidencial.

Tarcísio não indicou nenhum nome do PSDB na transição até o momento e sinalizou que a legenda vai ficar apenas com cargos no 2° escalão.

LEIA TAMBÉM:

Quem são os secretários já anunciados por Tarcísio para o governo de SP

Tarcísio precisará de aval do governo Lula para cumprir parte das promessas em SP