Soldado que fazia ronda na residência de Temer morre baleado

Ele prestava serviço no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República, Michel Temer

Brasília - Um soldado do Batalhão da Guarda Presidencial que fazia a segurança do Palácio do Jaburu morreu na manhã de hoje (8).

O militar, cuja identidade não foi revelada para preservar a família, foi vítima de um disparo de arma de fogo por volta das 9h30.

Ele prestava serviço em uma guarita de segurança voltada para a área externa do Jaburu – residência oficial do vice-presidente da República, Michel Temer.

De acordo com o Comando Militar do Planalto (CMP), ainda não é possível afirmar quais foram as causas do disparo.

Um inquérito policial militar foi instaurado para apurar as circunstâncias da morte do soldado. O prazo para essa verificação é 30 dias, prorrogáveis por mais 30.

Em nota, o Gabinete de Segurança Institucional informou que o órgão e o CMP estão prestando apoio à família do militar.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.