Rio planeja vacinar maiores de 18 anos até outubro; veja calendário

Prefeitura do Rio vai pular fase do Plano Nacional de Vacinação para imunizar todos os cariocas com 18 anos ou mais em 2021

A prefeitura do Rio anunciou nesta quarta-feira, dia 12, a intenção de vacinar todos os moradores do Rio com mais de 18 anos até outubro. Segundo o secretário Municipal de Saúde Daniel Soranz o novo calendário é factível de ser seguido devido a previsão da entrega de novas doses pela Fiocruz e pelo Ministério da Saúde. Ao GLOBO ele explicou que a decisão de pular a quarta fase do Plano Nacional de Imunização (PNI) foi uma opção epidemiologicamente correta.

— A gente precisa de uma meta para perseguir e ela é factível pelas previsões do Ministério da Saúde e considerando a produção da Fiocruz. A opção foi seguir o calendário por idade, sem diferenciar nenhum tipo de grupo e sim o principal fator de risco para morrer de Covid-19 após o fator comorbidade e deficiência, que é o fator idade. Consideramos que todos os serviços e trabalhadores são essenciais. E o principal fator de risco epidemiológico para morrer de Covid é idade, que vai superar qualquer outro fator nessa linha — afirma.

Segundo a última atualização do Plano Nacional de Imunização, após a vacinação de pessoas com comorbidades e deficiência estão previstos os grupos:

    • Pessoas em Situação de Rua (18 a 59 anos)
    • Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade e População Privada de Liberdade
    • Trabalhadores da Educação do Ensino Básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA)
    • Trabalhadores da Educação do Ensino Superior
    • Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas
    • Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros
    • Trabalhadores de Transporte Metroviário e Ferroviário
    • Trabalhadores de Transporte Aéreo
    • Trabalhadores de Transporte de Aquaviário
    • Caminhoneiros
    • Trabalhadores Portuários
    • Trabalhadores Industriais
    • Trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos

    Daniel Soranz explica que os professores, que estavam sendo vacinados até o Supremo Tribunal Federal interromper a imunização, se juntarão a todas as outras profissões e voltarão a receberem a vacina por idade. A vacinação para profissionais da educação que trabalhem no Rio parou na última quinta-feira com a imunização de pessoas com mais de 52 anos. Com o novo calendário, o grupo poderá voltar a se vacinar no dia 28 de junho.

    — Fizemos as contas em cima das tabelas que o Ministério da Saúde apresentou desde o início como previsão da entrega de doses a todo o Brasil por mês. Esperamos vacinar com a primeira dose todos acima de 18 anos. Claro que pode acelerar se tiver mais vacinas e pode atrasar um pouco se tiver redução de vacinas. Mas é um calendário factível e possível de ser feito.

    O Rio é uma das primeiras cidades a divulgar o calendário de vacinação de Covid-19 para pessoas com mais de 18 anos e sem comorbidades. Porém, cidades vizinhas, como Duque de Caxias, têm sido alvo de críticas pelas confusões na vacinação. Soranz diz que conversa com outros municípios e que todo o Brasil pode adotar o calendário

    — A gente está conversando com outras cidades e nossa expectativa é que até o Brasil possa adotar o calendário. É um calendário mais objetivo que leva critérios epidemiológicos concretos — explica Soranz.

    Veja o calendário completo

    Segunda dose da CoronaVac adiada

    Nesta semana, no entanto, o município precisou adiar novamente a aplicação da segunda dose com a CoronaVac por falta de doses. A SMS esperava receber do Ministério da Saúde 90 mil unidades da vacina para conseguir manter o cronograma que havia sido anunciado.

    Sem a chegada da nova remessa, a aplicação da segunda dose com o imunizante em idosos com 65 e 64 anos, que seria nesta quinta-feira, dia 13, foi adiada para a próxima sexta-feira, dia 14.

    Calendário desta semana

    Enquanto isso, com o recebimento de novas doses da vacina da Pfizer/BioNTech, a Prefeitura do Rio antecipou, nesta quarta-feira, o calendário de vacinação contra a Covid-19 com a primeira dose. Com isso, nesta quinta-feira, dia 13, receberão a vacina, pela manhã, os homens pertencentes aos grupos prioritários de 48 e 47 anos e, pela tarde, as mulheres de 47 e 46 anos. Já na sexta-feira, dia 14,serão imunizados os homens de 46 anos que façam parte dos grupos prioritários e, no sábado, dia 15, as mulheres de 45 anos.

    São parte dos grupos prioritários que estão sendo vacinados no Rio: pessoas com comorbidades (de acordo com a lista do PNI); pessoas com deficiência permanente; trabalhadores da saúde; e guardas municipais envolvidos diretamente nas ações de combate à pandemia e de vigilância das medidas de distanciamento social.

    Em qualquer dia, também são vacinadas pessoas com síndrome de Down, com doença renal crônica (diálise) e gestantes e puérperas acima de 18 anos. Porém, por recomendação do Ministério da Saúde, as gestantes e puérperas podem receber apenas as vacinas CoronaVac e a da Pfizer/BioNTech. Devido ao baixo quantitativo de unidades da CoronaVac, a SMS explica que a vacinação deste grupo dependerá da disponibilidade do estoque no momento.

    Para os profissionais da saúde, a vacinação segue até a sexta-feira, dia 14, para a faixa etária de 30 a 34 anos. Depois, ela será retomada na segunda-feira, dia 17, para os profissionais com 30 anos e decresce um ano a cada dia até a sexta-feira, dia 21, quando contemplará aqueles com 26 anos ou menos.

    O podcast EXAME Política vai ao ar todas as sextas-feiras. Clique aqui para ver o canal no Spotify, ou siga em sua plataforma de áudio preferida, e não deixe de acompanhar os próximos programas.

    Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


    Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


    Falta pouco para você liberar seu acesso.

    exame digital

    R$ 3,90/mês
    • R$ 9,90 após o terceiro mês.

    • Acesse quando e onde quiser.

    • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
    Assine

    exame digital anual

    R$ 99,00/ano
    • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

    • Acesse quando e onde quiser.

    • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
    Assine

    Já é assinante? Entre aqui.