Acompanhe:

Parte da mídia faz campanha contra a Copa, diz Rebelo

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse que parte da mídia faz campanha contra a realização da Copa do Mundo

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Aldo Rebelo: "setores ressentidos, derrotados, fazem essa campanha”
 (Marcelo Spatafora)

Aldo Rebelo: "setores ressentidos, derrotados, fazem essa campanha” (Marcelo Spatafora)

M
Marcelo Brandão

Publicado em 21 de maio de 2014 às, 09h55.

Brasília - O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, se referiu a “setores ressentidos” ao comentar movimentos contra a realização da Copa do Mundo.

Em entrevista ao programa Espaço Público, da TV Brasil, na noite de hoje (20), ele disse que parte da mídia faz campanha contra o evento.

“Aqui no Brasil parte da mídia faz campanha contra a Copa. Setores ressentidos, derrotados, fazem essa campanha”.

Rebelo ainda citou o apoio inicial de governadores de oposição ao governo do então presidente Lula.

“O Aécio, o Alckmin, o Eduardo Campos estavam lá, quando o Brasil ganhou o direito de sediar a Copa. Depois, as conjunções políticas e as manifestações fizeram com que alguns se afastassem disso. Aí a Copa ficou órfã de pai e mãe, restando só o [ex-]presidente Lula”.

O ministro ainda atribuiu movimentos contra a Copa do Mundo no Brasil a um sentimento de contrariedade a posições que o país estaria ocupando no cenário internacional.

“Existe, em algumas partes do mundo, um desconforto em relação à posição que o Brasil tem ocupado nos fórum internacionais e o seu protagonismo econômico. É como se dissessem que o Brasil quer ocupar um lugar que não lhe cabe, que ele precisa voltar ao seu lugar”.

Ele acredita, no entanto, que no final das contas o povo vai abraçar o evento, seja por “informação ou paixão ao futebol”.

O ministro do Esporte também defendeu os gastos em estádios e infraestrutura maiores que em copas anteriores.


“A Alemanha não gastou tanto porque não precisava, porque já tinha estrutura pronta. A África do Sul não gastou porque não podia”.

Além disso, explicou que a Copa deve gerar 3,6 milhões de empregos e que para cada real de investimento público haverá um retorno de R$ 3,4 em investimentos privados.

Ele também explicou gastos considerados elevados com alguns estádios.

Em Brasília, por exemplo, ele disse que as obras de entorno não constavam no orçamento inicial, e sua inclusão posterior provocou grande aumento de custos em relação ao valor inicial.

Já na Arena Corinthians, conhecida popularmente como “Itaquerão”, Rebelo explicou que estruturas temporárias tiveram que ser levantadas para atender as exigências da Fifa para um estádio de inauguração do evento, que deve receber 60 mil pessoas.

“No caso do estádio do Corinthians, teve que passar de 40 mil para 60 mil lugares, foi quase como um novo estádio em cima do primeiro”.

Vale lembrar, porém, que já era sabido que o estádio de São Paulo receberia a abertura do evento, antes mesmo dele ser erguido.

O ministro também falou das Olimpíadas de 2016 e garantiu a entrega das obras a tempo. Lembrou, inclusive, que o Rio de Janeiro vai tirar proveito de já ter recebido a Copa do Mundo.

Ele, porém, não afastou a possibilidade de haver atrasos nas obras.

“É claro que se você examinar o curso do calendário, há alguns atrasos. Algumas obras talvez não fiquem prontas no período previsto, mas vão ficar prontas para o evento”.

Últimas Notícias

Ver mais
Coritiba anuncia Diadora como nova fornecedora de material esportivo
seloMarketing

Coritiba anuncia Diadora como nova fornecedora de material esportivo

Há 3 horas

Champions League: entenda o novo formato e o que esperar para a próxima temporada
Esporte

Champions League: entenda o novo formato e o que esperar para a próxima temporada

Há 6 horas

Comissão internacional divulga novas regras do futebol; veja as principais alterações
Esporte

Comissão internacional divulga novas regras do futebol; veja as principais alterações

Há 10 horas

Gabriel Medina vence ISA Games e conquista vaga para Paris 2024
Esporte

Gabriel Medina vence ISA Games e conquista vaga para Paris 2024

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais