Brasil

Defesa de Vaccari também pedirá soltura após decisão de Marco Aurélio

"Essa decisão restabelece a ordem constitucional no país. Ela prestigia o que está previsto na Constituição", disse advogado Flávio D'Urso

João Vaccari Neto: advogado peticionará pela sua soltura ainda hoje (Marcelo Camargo/ Agência Brasil/Agência Brasil)

João Vaccari Neto: advogado peticionará pela sua soltura ainda hoje (Marcelo Camargo/ Agência Brasil/Agência Brasil)

AB

Agência Brasil

Publicado em 19 de dezembro de 2018 às 16h35.

A decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), de mandar soltar presos condenados em segunda instância, poderá beneficiar também o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. O advogado Luiz Flávio D'Urso disse à Agência Brasil que peticionará a soltura à Vara de Execuções Penais em Curitiba ainda hoje.

"Essa decisão restabelece a ordem constitucional no país. Ela prestigia o que está previsto na Constituição e impacta em todos os casos, inclusive no caso do Vaccari, que não tem nenhuma decisão definitiva, razão pela qual nós vamos pedir que essa decisão seja estendida também para ele", disse.

Vaccari está preso em Curitiba desde 2015 por três condenações envolvendo casos de corrupção. Em outros dois processos ele foi absolvido. O total da pena a ser cumprida é de 35 anos. "Ele está preso iniciando a execução provisória da sua pena que é não definitiva", disse o advogado, referindo-se ao fato de que ainda cabe recurso.

Acompanhe tudo sobre:CuritibaPT – Partido dos TrabalhadoresSupremo Tribunal Federal (STF)

Mais de Brasil

Roberto Jefferson paga R$ 40 mil à PF por conserto de viatura que atingiu com 42 tiros

Brasil inclui luta contra racismo pela 1ª vez na agenda do G20

AliExpress e Shopee antecipam data de taxação de compras de até US$ 50; veja quando passa a valer

PM impõe 100 anos de sigilo a processos disciplinares de Mello, candidato a vice de Nunes em SP

Mais na Exame