Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Como se planejar financeiramente para 2022, por Cris Junqueira, do Nubank

O planejamento é essencial para ter uma vida mais tranquila, além de ser fundamental para manter as finanças sob controle, segundo a cofundadora do Nubank

Com um novo ano batendo à porta, muitas pessoas definem metas financeiras para si próprias. Mas vale lembrar que planejar é o primeiro passo para alcançar grandes objetivos. Segundo a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 47% dos jovens brasileiros ainda não conseguiram organizar suas finanças pessoais — ou seja, têm um obstáculo a mais para atingir suas metas.

Na última coluna do ano, Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank, separou dicas de como construir um planejamento financeiro do zero.

Por onde começar?

Para aqueles que não estão acostumados com um planejamento financeiro, o primeiro passo é entender os pormenores das suas finanças pessoais. Então, comece anotando a sua receita e todos os seus gastos em algum lugar — vale caderno, planilha, aplicativo do celular, a ferramenta que funcionar melhor para você.

Nesta etapa é importante separar os gastos fixos e recorrentes, como aluguel, impostos e contas, das compras pontuais, como um jantar de comemoração ou presentes de fim de ano. Para realizar o planejamento financeiro, vamos utilizar somente a sua base de custo fixo, por isso é essencial diferenciar essas duas categorias.

Com essas informações em mãos, podemos começar a definir as metas de curto, médio e longo prazo. Existe uma metodologia chamada SMART que ajuda a construir essas metas — um trocadilho já que, em inglês, “smart” significa inteligente. A sigla representa, em português, as palavras: específico, mensurável, atingível, relevante e temporal.

É importante que as metas não sejam muito genéricas, então tente especificar o máximo possível. Por exemplo, muitas pessoas têm o sonho de ter a casa própria, o que requer um planejamento de alguns anos. "Comprar um imóvel", no entanto, é um objetivo muito amplo. Com base na sua condição, no seu padrão de vida e nos seus desejos e necessidades, como é esse imóvel? Em que bairro ele fica localizado? Quanto você vai precisar desembolsar, seja com a entrada ou com um financiamento? A partir daqui, com esses detalhes anotados, será mais fácil traçar as metas de curto, médio e longo prazo.

Além disso, como saber que alcançou o seu objetivo? Para manter o exemplo da compra do imóvel, a meta pode ser juntar o montante necessário para a entrada, por exemplo. O ideal é que seja mensurável, para que você tenha clareza sobre qual é a linha de chegada e quanto falta para alcançá-la.

É imprescindível que a meta seja atingível. Não adianta definir um objetivo de comprar uma mansão em um bairro nobre ainda em 2022 se a sua renda não comportar um gasto desse tamanho. Metas inalcançáveis geram ansiedade devido ao progresso lento ou até mesmo à falta de progresso.

E, é claro, as metas precisam ser relevantes para você. Guardar dinheiro exige disciplina e esforço, então se não for algo que você quer muito, é possível que você desista no meio do caminho. Vale lembrar também de ter foco na hora de definir suas metas: priorizar é essencial! Não dá pra ter cinco metas muito relevantes ao mesmo tempo, selecione somente uma ou duas por vez, para dar atenção de verdade a elas.

Não esqueça também de definir o prazo para cumprir as suas metas. Ele é essencial para o planejamento, e vai determinar quanto é preciso economizar e investir por mês, por exemplo. Além disso, um objetivo sem prazo se torna apenas um sonho — e acaba sendo deixado de lado, na maioria das vezes.

E depois?

Com todas as informações na palma da mão, o planejamento financeiro começa de fato. Você já sabe quanto recebe e quanto gasta mensalmente, tem uma ideia de quanto consegue economizar se não tiver nenhum imprevisto, e sabe qual é a linha de chegada para atingir a meta determinada. Falta criar o caminho para conectar A com B.

Dando um exemplo prático, voltemos ao exemplo de alguém que queira comprar uma casa cuja entrada é R$ 50 mil. Para facilitar a conta, vamos considerar que será possível economizar R$ 1 mil por mês. Ou seja, levaria 50 meses, pouco mais de 4 anos, para atingir a meta de dar entrada na casa.

A partir daí, é possível ir ajustando os objetivos. Se 50 meses for um prazo muito longo, vale pensar em maneiras de guardar mais dinheiro ou ganhar uma renda extra. Ou então a saída pode ser encontrar uma casa menor ou com uma entrada mais barata? É neste momento de ajuste fino que o planejamento realmente sai do papel.

Vale ressaltar que é muito importante investir o dinheiro que será guardado. Isso porque, em um país como o Brasil, a inflação ainda é uma força relevante e, com o passar dos anos, o dinheiro perde poder de compra. Ou seja, os R$ 50 mil que você está guardando hoje para dar de entrada, não vão valer os mesmos R$ 50 mil daqui a 4 anos. É fundamental buscar investimentos que, pelo menos, equiparem as suas economias com a inflação, ficando atento à liquidez e ao risco de cada ativo.

Reserva de emergência

Falamos bastante sobre metas de longo prazo, mas outra categoria essencial para um bom planejamento financeiro é a reserva de emergência. Ou seja, aquele dinheiro separado exclusivamente para situações de emergência. Não adianta estar super focado em objetivos de médio e longo prazo, se algo acontecer no meio do caminho, como uma demissão ou um gasto extraordinário não planejado, e você precisa usar o dinheiro separado para a sua meta para cobrir essa emergência.

Para a reserva, não existe regra fixa. Algumas pessoas dizem que o ideal é ter 3 meses de salário na reserva de emergência, outras dizem entre 6 e 12 meses. Depende do seu planejamento e do seu perfil de risco pessoal. O essencial é que você tenha um montante investido em ativos de alta liquidez dedicado exclusivamente para emergências.

Já existem diversas opções de investimentos para a reserva de emergência, inclusive contas remuneradas, como a do próprio Nubank. Assim, seu dinheiro rende e pode ser utilizado a qualquer momento.

Planejar não é fácil e exige muita disciplina, mas é fundamental para alcançarmos os nossos objetivos! Por isso, montar um planejamento financeiro é tão útil e pode ser o diferencial que te ajudará a alcançar as metas em 2022.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também