Logo Exame.com

Pague Menos troca CEO e traz primeiro executivo de fora da família

Jonas Marques, ex-Bayer, assume a partir de janeiro, com mandato de reforçar experiência da loja e hub de saúde

Pague Menos: conversão de loja Extrafarma deve continuar no quarto trimestre
Pague Menos: conversão de loja Extrafarma deve continuar no quarto trimestre
Karina Souza

11 de dezembro de 2023 às 16:09

A Pague Menos anunciou nesta segunda-feira a substituição do CEO Mario Queirós pelo executivo Jonas Marques, o primeiro de fora da família fundadora.  Marques tem mais de 30 anos de carreira no setor farmacêutico, os últimos 12 na Bayer, onde liderou diferentes verticais de consumer health. Nos últimos três anos, ele comandava a divisão nos mercados da Austrália e Nova Zelândia. Além disso, passou pelas farmacêuticas Roche e Isdin. 

O processo de transição deve durar 90 dias, começando no dia 4 de janeiro. Filho do fundador Deusmar Queirós, Mario ficou oito anos à frente da rede de farmácias. Sob seu mandato, a companhia saltou de um faturamento de R$ 5 bilhões para um de R$ 12 bilhões, trouxe o General Atlantic como investidor, fez o IPO de 2020, e comprou a concorrente Extrafarma. Depois que sair da cadeira de CEO, Mario será indicado para ser membro do conselho de administração da empresa. 

"A gente divide a história da empresa da seguinte forma. Primeiro, Deusmar Queirós começou a empresa, fazendo com que ela fincasse bandeira em diferentes locais. Depois, passamos para a gestão do Mario, focada em profissionalização, processos e governança. Agora, o Jonas tem como proposta uma gestão voltada cada vez mais para pessoas, direcionada ao encantamento de clientes e análise de dados para a gente ter cada vez mais domínio do consumidor", diz Patriciana Rodrigues, presidente do conselho de administração da companhia e irmã de Mario.

O novo CEO chega com um mandato de fortalecer cada vez mais o hub de saúde – iniciativa que visa trazer novos serviços de saúde dentro da farmácia e hoje é usado por 11,4% dos clientes. Para tornar essa mensagem mais clara, a empresa já havia trocado, no ano passado, o vice-presidente de marketing. Em maio de 2022, Renato Camargo, ex-GPA, onde ajudou a estruturar o aplicativo de fidelização e descontos da empresa de supermercados, chegou à companhia com um mandato de deixar clara a experiência na rede de farmácias.

"A ideia é que o novo CEO antecipe algumas boas práticas por meio do conhecimento dele, além de fortalecer ainda mais as relações comerciais e com fornecedores, bem como do hub de saúde, um negócio importante para o novo modelo de farmácia", afirma Patriciana.

No terceiro trimestre, a Pague Menos teve um crescimento de 39% nos canais digitais, alcançando 12,1% das vendas consolidadas (ou R$ 373,6 milhões). Em Pague Menos, esse percentual é de 12,8% no trimestre, e em Extrafarma é de 9,1%, três vezes maior do que o registrado no mesmo período do ano anterior. O canal de e-commerce cresceu 46% sobre o mesmo período de 2022.

A escolha do novo CEO também vem em um momento no qual o mercado acompanha de perto o futuro da companhia pós-aquisição da Extrafarma. No terceiro trimestre, a empresa conseguiu mostrar resultados ligeiramente melhores do que o esperado por analistas -- com o segundo trimestre consecutivo de Ebitda positivo.

Neste ano, depois de um aumento de capital de R$ 332 milhões, a empresa conseguiu reduzir a alavancagem para 2,4 vezes, ante 2,6 vezes no mesmo período de 2022. Ainda assim, o indicador segue acompanhado com olhos atentos pelo mercado.

"A melhora em Extrafarma é notável, mas ainda há algum trabalho a ser feito para fechar o gap com o desempenho de Pague Menos. Nesse meio tempo, é positivo o esforço da empresa para reduzir sua alavancagem financeira, o que vai colaborar para a retomada do crescimento", escreveu Thiago Macruz, do Itaú BBA no comentário sobre o balanço.

Pra quem decide. Por quem decide.

Saiba antes. Receba o Insight no seu email

Li e concordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade

Karina Souza

Karina Souza

Repórter Exame IN

Formada pela Universidade Anhembi Morumbi e pós-graduada pela Saint Paul, é repórter do Exame IN desde abril de 2022 e está na Exame desde 2020. Antes disso, passou por grandes agências de comunicação.