Logo Exame.com
Empresas

Automob, da Simpar, faz segunda aquisição em menos de um mês

Depois de comprar Grupo Alta, holding de concessionárias leva a Best Points, com oito lojas, por R$ 120 milhões

. (Jackal Pan/Getty Images)
. (Jackal Pan/Getty Images)
Karina Souza

Karina Souza

10 de janeiro de 2024 às 12:25

A Automob, holding de concessionárias de veículos da Simpar, anunciou hoje a compra da Best Points, formada por oito lojas. A aquisição foi realizada por R$ 120 milhões (considerando um valor de firma de R$ 116,5 milhões mais caixa líquido de R$ 3,5 milhões) e vai adicionar R$ 620 milhões em receita bruta anualizada para a Automob.

O pagamento será feito em dinheiro, com R$ 60,2 milhões pagos à vista e os demais R$ 59,7 milhões divididos em duas parcelas, anuais. A alavancagem da Automob permanece em 2 vezes dívida líquida/Ebitda após a transação.

A compra eleva a receita bruta da vertical de concessionárias para R$ 8 bilhões (anualizados), um aumento de R$ 1 bilhão em um mês. No dia 2 de outubro, a companhia anunciou a compra do Grupo Alta, que trouxe R$ 600 milhões em faturamento para dentro de casa. O M&A foi fechado por um valor similar: R$ 130 milhões.

A aquisição desta segunda-feira é a sétima realizada pela Automob -- e não deve ser a última. “Não chegamos ainda a 1% do mercado nacional. É um negócio extremamente pulverizado”, diz Antonio Barreto, vice-presidente de planejamento e gestão da Simpar.

O plano da companhia é fazer um movimento similar ao que aconteceu nos Estados Unidos, em que há grandes empresas listadas focadas do negócio de revenda de veículos leves. Alguns exemplos são a Lithia, que gerou uma receita de US$ 28,2 bilhões em 2022, e a AutoNation, com um faturamento de US$ 26,9 bilhões no mesmo período.

Na visão da empresa, é possível replicar esse movimento por aqui, a partir da escala da Simpar e do nível de governança que a empresa possui. “No Brasil existem grandes grupos, mas todos ainda muito regionais. O que a gente faz, de construir um portfólio variado em marcas e regiões é algo pioneiro. Há muito espaço para continuar desenvolvendo, seja com abertura de lojas ou com aquisição”, diz Barreto.

Hoje, a Automob é líder no país em portfólio de marcas e um dos maiores do país em número de lojas, com 104 pontos de venda presentes em 18 cidades. São, ao todo, 27 marcas sob o guarda-chuva da marca. Ainda assim, a empresa está presente apenas em quatro estados do país — São Paulo, Maranhão, Santa Catarina e Paraná — o que reforça o argumento de que há espaço a ser explorado.

A holding, criada em maio de 2022, veio a partir de um longo olhar sobre o setor de concessionárias. A primeira compra foi a da Original Autos, concessionária Volkswagen, ainda em 1995. De lá para cá, foram feitas uma série de aquisições, até que, enfim, no último ano, a Simpar decidiu separar o negócio em uma vertical independente. O racional era o de que não há uma cadeia única no Brasil todo para se comprar carros usados.

Para quem decide. Por quem decide.

Saiba antes. Receba o Insight no seu email

Li e concordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade

Karina Souza

Karina Souza

Repórter Exame IN

Formada pela Universidade Anhembi Morumbi e pós-graduada pela Saint Paul, é repórter do Exame IN desde abril de 2022 e está na Exame desde 2020. Antes disso, passou por grandes agências de comunicação.

Continua após a publicidade
Os investidores no páreo pela privatização da Sabesp

Os investidores no páreo pela privatização da Sabesp

XP vê 'armadilha de valor' na Ambev e rebaixa ação para neutro

XP vê 'armadilha de valor' na Ambev e rebaixa ação para neutro