• AALR3 R$ 20,15 -0.74
  • AAPL34 R$ 67,35 -0.01
  • ABCB4 R$ 16,54 -0.66
  • ABEV3 R$ 14,00 -0.92
  • AERI3 R$ 3,57 -1.11
  • AESB3 R$ 10,86 2.26
  • AGRO3 R$ 30,93 -0.58
  • ALPA4 R$ 21,43 2.88
  • ALSO3 R$ 19,02 0.05
  • ALUP11 R$ 27,10 -0.77
  • AMAR3 R$ 2,52 5.00
  • AMBP3 R$ 31,00 2.31
  • AMER3 R$ 21,89 -4.33
  • AMZO34 R$ 65,21 2.26
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,20 -0.75
  • ASAI3 R$ 15,65 -1.57
  • AZUL4 R$ 20,07 -3.00
  • B3SA3 R$ 11,89 -1.08
  • BBAS3 R$ 37,43 -0.98
  • AALR3 R$ 20,15 -0.74
  • AAPL34 R$ 67,35 -0.01
  • ABCB4 R$ 16,54 -0.66
  • ABEV3 R$ 14,00 -0.92
  • AERI3 R$ 3,57 -1.11
  • AESB3 R$ 10,86 2.26
  • AGRO3 R$ 30,93 -0.58
  • ALPA4 R$ 21,43 2.88
  • ALSO3 R$ 19,02 0.05
  • ALUP11 R$ 27,10 -0.77
  • AMAR3 R$ 2,52 5.00
  • AMBP3 R$ 31,00 2.31
  • AMER3 R$ 21,89 -4.33
  • AMZO34 R$ 65,21 2.26
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,20 -0.75
  • ASAI3 R$ 15,65 -1.57
  • AZUL4 R$ 20,07 -3.00
  • B3SA3 R$ 11,89 -1.08
  • BBAS3 R$ 37,43 -0.98
Abra sua conta no BTG

TALK SHOW EXAME IN: CEO conta como multiplicou valor da TOTVS por 4

Quando chegou à empresa, no fim de 2018, ação era negociada a R$ 8,50 e hoje está em R$36
Dennis Herszcowicz, presidente da Totvs, durante gravação do bate-papo com EXAME IN (Reprodução/Exame)
Dennis Herszcowicz, presidente da Totvs, durante gravação do bate-papo com EXAME IN (Reprodução/Exame)
Por Graziella ValentiPublicado em 10/04/2022 12:36 | Última atualização em 18/05/2022 10:18Tempo de Leitura: 5 min de leitura

"Quando eu cheguei, a companhia já estava num processo de melhoria e de evolução. Mas acho que o principal que eu trouxe, foi uma ambição nova e muito maior de fazer o negócio crescer. A partir daí, junto com a minha equipe, foram feitas uma série de medidas, como mudança de portfólio, estratégia, qualidade, distribuição, formato e disciplina de execução." Esse é o diagnóstico de Dennis Herszkowicz, presidente da TOTVS, que assumiu a posição no fim de 2018 e conduziu uma nova arrancada no negócio. Ele é o entrevistado dessa edição do talk show do EXAME IN.

Quando chegou na companhia, a ação da TOTVS, a maior de tecnologia e software do Brasil, era negociada perto de R$ 8,50 e hoje está em torno de R$ 36,00 — a empresa vale agora perto de R$ 22 bilhões na B3. Nesse período, lembrando que houve a venda operação de hardware da Bematech, a receita líquida saiu de R$ 1,5 bilhão, em 2018, para R$ 3,2 bilhões, no acumulado de 2021. "Em bases comparáveis, o crescimento foi ordem de 3 vezes", afirma.

Desde que assumiu o negócio, Herszkowicz fez diversas aquisições e colocou a empresa em novas frentes de atuação como business performance e techfin. No bate-papo com o EXAME IN, o executivo conta como foi sua chegada e o diagnóstico de oportunidades. "O ERP, os softwares de gestão e RH continuarão sendo relevantes. Isso nos deu uma fortaleza para avaliar outras frentes. Mas percebemos que com o surgimento de novas soluções e desregulamentações, esses produtos poderiam perder relevância relativa dentro das empresas clientes. Mas, ao mesmo tempo, esses mesmo movimentos geravam novas oportunidades", explica.

Herszkowicz, um autodidata declarado, também fala sobre sua carreira. Formado em marketing, admite que estudar na sala de aula nunca foi seu forte, apesar de ser um curioso permanente e leitor contumaz. "Espero que meus filhos não assistam essa entrevista. Minha mulher vai ficar brava comigo", brinca. Antes de trilhar carreira pelo universo da tecnologia, o executivo tentou ser trader de mercado financeiro, passou pela Gessy Lever (hoje Unilever) e teve sua própria empresa de ecommerce, a Gibraltar. Imediatamente antes da TOTVS, estava na empresa de software de gestão especializada em varejo Linx — pela qual disputou com a Stone a aquisição.

A conversa com o EXAME IN também passa pela história da companhia, desde o tempo em que se chamava Microsiga. Foi a primeira empresa, ainda no ano 2.000, a declarar ter planos de abrir capital no Novo Mercado: adotou o estatuto social com as novidades em governança lançadas pela então Bovespa antes mesmo de ser listada. Tudo isso num tempo em que a bolsa brasileira girava em torno de R$ 300 ao dia (agora são cerca de R$ 30 bilhões). "Hoje, a ação da Totvs movimenta isso. Tem dias que mais de R$ 300 milhões", enfatiza o CEO da companhia.

"Nosso lema é que somos igual sendo sempre diferente. É um traço do Laércio [Cosentino, fundador], uma figura lendária do mercado. É uma empresa única no sentido do pioneirismo. Ela não tem medo do novo", comenta Herszkowicz, ao mesmo tempo em que enfatiza a forte cultura que a companhia desenvolveu ao longo de sua história.

A TOTVS fez sua oferta pública inicial em 2006. Cinco anos antes, em 2001, estava em conference call com bancos internacionais para finalizar os detalhes de sua listagem quando ocorreu o ataque terrorista às Torres Gêmeas nos Estados Unidos. Depois de passar oito anos em um platô na B3, entre 2010 e 2018, a companhia conquistou novo impulso no mercado, quase um renascimento para os investidores.

Agora, o futuro é sobre como agregar novas soluções em uma estratégia de cross sell dentro do que é a fortaleza do negócio. E, nesse caminho, o advento da computação na nuvem foi e é um grande propulsor. "No passado, gastávamos, em média, um pouco mais de 1.000 horas para implantação de um projeto padrão. Isso é pesado, considerando o custo de R$ 250 a R$ 300 reais a hora. A nuvem trouxe uma série de padronizações, e agora esse mesmo processo leva entre metade e 1/3 do tempo. Os projetos ficaram mais simples e mais baratos. Graças a isso, atingimos um porte de clientes menor, que no passado não conseguíamos por questão de custo, mesmo com interesse das empresas."

Herszkowicz conta, ele próprio, tudo isso em detalhes no talk show do EXAME IN — confira no link ao fim da matéria

Além do presidente da TOTVS, já estiveram no programa Abilio Diniz (GPA), Felipe Miranda (Empiricus), Eduardo Mufarej (GK Ventures), Augusto Lins (Stone), Rodrigo Abreu (Oi), Cláudia Woods (WeWork), Daniel Silveira (Avon), Túlio Oliveira (Mercado Pago), Carlos Brandão (Iguá Saneamento), além da dupla de fundadores da OpenCo, Sandro Reiss e Rafael Pereira e de Fersen Lambranho, presidente do conselho de administração da GP Investimentos e da G2D. Também passaram pela mesa de conversa do programa Marcelo Barbosa, presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM),  Daniel Castanho, fundador e presidente do conselho de administração da Ânima Educação, Daniel Peres, fundador da Tropix, um market-place de NFTs de arte digitais, para destrinchar o metaverso, Ricardo Mussa, presidente da Raízen, e Ricardo Faria, o empresário que é o maior emergente do setor de agronegócios do país.

O programa recebe grandes personalidades do mundo corporativo e financeiro para um bate-papo descontraído sobre os principais desafios, aprendizados e oportunidades do mercado brasileiro em suas áreas de atuação. Os episódios podem ser conferidos no canal da EXAME no Youtube e também no Spotify.

O que é o EXAME IN
O programa vem para complementar a produção de conteúdos do EXAME IN, a butique digital de notícias de negócios da EXAME e que conta também com uma newsletter desde março de 2020 (increva-se grátis para receber no email). Comandada por Graziella, a newsletter tem o objetivo de fornecer acesso a informações sobre mercado de capitais, negócios e startups.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.