Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Startup de tecnologia para bancos Pismo recebe aporte de R$ 600 mi

Com novo investimento liderado por SoftBank, Amazon e Accel, a empresa brasileira de soluções financeiras vai levar a tecnologia das fintechs para o mercado global

A startup de tecnologia para bancos Pismo, fundada em 2016, recebe hoje um aporte de 108 milhões de dólares (cerca de 600 milhões de reais, em valores atuais). O investimento em série B é liderado por SoftBank, Amazon e Accel, e o montante será utilizado para impulsionar a Pismo no mercado global.

A startup fornece serviços bancários baseados em computação em nuvem e soluções de pagamentos. A empresa busca modernizar sistemas financeiros, que utilizam, em parcela significativa, código baseado em linguagens como o Cobol, que tem mais de 60 anos.

“Possibilitamos que nossos clientes criassem alguns dos produtos mais inovadores do mercado financeiro, e isso é só o começo. Estamos contratando mais de 200 engenheiros e profissionais de gerenciamento de produtos, vendas e gestão corporativa para liderar a transformação nos pagamentos e serviços bancários ao redor do mundo”, afirma Ricardo Josua, cofundador e CEO da Pismo, em nota antecipada para o EXAME IN. “Os fundadores são brilhantes e têm a ambição grandiosa de fazer da Pismo uma empresa realmente global”, diz Alex Szapiro, líder para o Brasil e parceiro operacional do SoftBank.

As soluções tecnológicas da startup viabilizam que tanto bancos quanto fintechs possam criar rapidamente carteiras ou cartões digitais e utilizar os dados das transações para melhorar seus serviços aos clientes.

O BTG+, do banco de investimentos BTG Pactual (grupo que controla a EXAME), é um dos principais clientes da Pismo. No aplicativo do BTG+, o usuário vê suas transações em uma interface inspirada pela linha do tempo das redes sociais, pode realizar o pagamento de boletos registrados no seu CPF facilmente e até mesmo receber um aviso sobre a necessidade da renovação da carteira de habilitação.

A Pismo também tem clientes com o Itaú, sendo responsável pelo processamento de processos do aplicativo de pagamentos iti, e a B3, para a qual presta serviços de gerenciamento de ativos.

A Pismo foi criada por quatro empreendedores: Daniela Binatti, Juliana Motta, Marcelo Parise e Ricardo Josua. Todos eles têm mais de 15 anos de experiência no mercado de serviços financeiros.

A startup já tinha recebido um aporte em série A, de valor não revelado, em 2017. O investimento foi feito pela Redpoint Ventures.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

                              Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também