Logo Exame.com
Marisa

Na Marisa, parceria em crédito destrava R$ 400 milhões

Varejista fecha acordo de 15 anos com Credsystem e dá mais um passo na reestruturação financeira

Marisa: diretor estatutário deixa a empresa (Marisa/Divulgação)
Marisa: diretor estatutário deixa a empresa (Marisa/Divulgação)
Raquel Brandão

Raquel Brandão

18 de setembro de 2023 às 10:40

A Marisa acaba de anunciar a transferência da sua carteira de crédito para a Credystem, numa operação que vai liberar recursos no balanço e é uma das etapas relevantes de um amplo processo de reestruturação da varejista.

“É uma operação que reduz o risco financeiro. Só no primeiro semestre a financeira drenou R$ 150 milhões”, explica João Nogueira Batista, CEO da Marisa.

Fundada há 27 anos, a Credsystem é especializada em oferecer ao varejo soluções de cartões de crédito e outros serviços financeiros para os consumidores das classes econômicas mais baixas como C e D.

O acordo é de 15 anos, com um mecanismo de profit sharing de 50%. A estimativa da Marisa é de que a operação tenha R$ 7 bilhões de receitas ao longo do contrato -- garantindo, assim, para a varejista um lucro antes de impostos potencial de R$ 1 bilhão.

A Marisa poderá capturar valor presente líquido de aproximadamente R$ 400 milhões. Nesse valor, estão incluídos tanto o recebimento de valores vinculados ao profit sharing, quanto pagamentos a serem feitos pela Credsystem nos próximos 12 meses.

Segundo apurou o Exame IN, a empresa de crédito pagou cerca de R$ 100 milhões para ter direito a acessar a carteira da Marisa.

Os valores são relevantes: hoje a Marisa é avaliada em cerca de R$ 240 milhões na Bolsa. Na primeira metade deste ano, a empresa fechou 88 lojas deficitárias e reduziu seu quadro de funcionários em 25%.

O acordo trata apenas do crédito a clientes e não envolve a carteira atual, de R$ 400 milhões e com uma inadimplência na casa dos 20%. Ao menos por enquanto, a Marisa também continuará com a parte de crédito a fornecedores, mas Batista afirma que o futuro da financeira está sendo avaliado.

A empresa seguirá operando a parte de serviços do seu balcão, vendendo serviços de seus parceiros, como a própria Credsystem. Além de crédito pessoal e cartões private label, o balcão será para vender serviços de seguros e consórcios, por exemplo.

A BR Partners assessorou o acordo entre Marisa e Credsystem.

Para quem decide. Por quem decide.

Saiba antes. Receba o Insight no seu email

Li e concordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade

Acompanhe:

Raquel Brandão

Raquel Brandão

Repórter Exame IN

Jornalista há mais de uma década, foi do Estadão, passando pela coluna do comentarista Celso Ming. Também foi repórter de empresas e bens de consumo no Valor Econômico. Na Exame desde 2022, cobre companhias abertas e bastidores do mercado

Continua após a publicidade
Marisa troca comando — de novo; ex-Riachuelo vai ser CEO

Marisa troca comando — de novo; ex-Riachuelo vai ser CEO

Na Marisa, parceria em crédito destrava R$ 400 milhões

Na Marisa, parceria em crédito destrava R$ 400 milhões