• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Depois de captar R$ 100 milhões, Pipo Saúde lança seguro de vida

Feito em parceria com a startup 180° Seguros, o seguro de vida empresarial da startup inclui serviços de telemedicina
 (Divulgação/Pipo Saúde)
(Divulgação/Pipo Saúde)
Por Carolina IngizzaPublicado em 01/09/2021 11:00 | Última atualização em 01/09/2021 10:48Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Cerca de um mês depois de concluir uma captação de R$ 100 milhões liderada pelo fundo americano Thrive Capital, a startup Pipo Saúde já está colocando novos produtos na rua. Especializada em ajudar empresas na gestão de planos de saúde, a healthtech lança nesta quarta-feira, 1º, um seguro de vida empresarial próprio.

O diferencial do produto é a possibilidade de combinar as coberturas tradicionais de um seguro de vida com um serviço de assistência de saúde, que dá ao beneficiário o direito de fazer consultas em vídeo e check-ups. “A pandemia trouxe mudanças de comportamento e novas preocupações, por isso as empresas precisam, mais do que nunca, colocar o colaborador no centro das atenções: como adaptar os benefícios para a nova realidade?”, diz a cofundadora e presidente Manoela Mitchell.

O produto é feito em parceria com a 180º Seguros, insurtech especializada no modelo de "seguros como serviço" que captou R$ 44 milhões em maio. Além da Pipo, a empresa fundada por Franco Lamping, Mauro Levi D’Ancona e Alex Körner tem parcerias com companhias como a Loft e a Caju.

No caso do seguro de vida, as duas startups tentaram desenvolver um produto que fosse apelativo para as empresas e seus funcionários nesse momento de distanciamento social. “Disponíveis para contratação 100% online e de imediato, os Seguros de Vida Pipo Powered by 180° estendem cuidados e segurança a públicos internos e seus familiares em caso de imprevistos ou em momentos adversos”, diz Körner, diretor de inovação e cofundador da 180° Seguros.

Empresas com pelo menos 30 funcionários podem contratar o produto, que não tem franquia ou carência. Hoje, a Pipo oferece dois tipos de plano: o Lite, mais simples, e o Premium, que oferece mais opções de atendimento. Se a empresa cliente desejar, a startup disponibiliza pacotes de benefícios adicionais, que custam em média R$ 20 por mês por colaborador e dão direito a serviços como consulta médica virtual, check-up preventivo e orientação psicológica. 

Planos da Pipo

Fundada em 2019 pelos economistas Manoela Mitchell e Vinicius Corrêa e pelo desenvolvedor Thiago Torres, a Pipo Saúde nasceu com a ambição de revolucionar a gestão de planos de saúde do Brasil. O negócio tem a proposta de substituir as corretoras de saúde tradicionais para as empresas de médio porte, que empregam entre 100 e 2.500 pessoas.

A Pipo consegue reduzir os custos fixos de cada empresa cliente com o plano de saúde ao personalizar cada cobertura para as necessidades dos funcionários. Segundo Mitchell, o processo de venda é bastante consultivo para que a startup tenha o maior número possível de informações para negociar melhores preços com as operadoras. Um funcionário de São Paulo, por exemplo, que nunca usou a assistência fora do estado poderia ter o plano trocado para uma cobertura regional.

Mas a startup não fica restrita ao momento de contratação da apólice: a empresa oferece uma plataforma para o RH poder gerir sozinho os detalhes de cada plano e disponibiliza também um aplicativo para o beneficiário poder ter uma assistência de saúde personalizada, que o ajuda a tomar decisões de saúde.

“A nossa missão é garantir acesso ao menor custo possível para quem está pagando a conta. Não cobramos das empresas, mas recebemos uma corretagem mensal recorrente das operadoras”, diz Mitchell. Hoje, são mais de 100 empresas clientes, entre elas Alura, MadeiraMadeira e Buser.

Depois do aporte de R$ 100 milhões, a empresa está focada nos próximos 12 a 24 meses em transformar o aplicativo do cliente final em um local de fácil acesso a todas as suas informações de saúde. "Queremos estar presentes no plano, no exame, na saúde mental. Nossa ambição é que a Pipo seja vista como um canal de saúde", afirma Mitchell.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

                              Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.