A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Locaweb: conselho e diretoria embolsam R$ 40 mi com ações até junho

Conselheiros venderam R$ 15 milhões em ações neste ano e quase R$ 70 milhões, em 2020, sem contar IPO e follow-on

Os investidores estão ansiosos pelo próximo relatório da provedora de soluções para e-commerce Locaweb. Mas não é o de resultado, apesar da temporada. Trata-se do documento mensal que mostra a movimentação de ações dos “insiders” do negócio: controladores, conselheiros e diretores executivos. Desde que a empresa abriu capital na B3, em fevereiro de 2020, esse é um relatório agitado.

A trajetória da empresa na bolsa ajuda a explicar as transações — mas não é tudo, e o assunto está começando a chamar atenção. A companhia estreou na bolsa avaliada em R$ 2,6 bilhões e ontem encerrou o pregão valendo mais de R$ 15,25 bilhões — ou seja, o valor da empresa foi multiplicado por seis. Os únicos meses de calmaria no relatório ocorreram durante a fase da pandemia em que o mercado de capitais estava mergulhado em interrogações e os preços em bolsa, para lá de deprimidos.

Os investidores gostam de acompanhar esse relatório — que costuma ser de calmaria geral, quase pasmaceira, na maioria das empresas — porque acabam servindo de parâmetro sobre o que aqueles que conhecem o negócio de dentro julgam ser bons preços para venda ou para compra de ações.

Na oferta pública inicial (IPO), a companhia vendeu os papéis a R$ 17,25 — cotação antes do desdobramento de ações realizado em fevereiro deste ano, o que seria hoje R$ 4,31. O preço em bolsa agora está em R$ 25,87 — o que seria quase R$ 103,50 antes da divisão.

R$ 40 milhões no bolso

Para se ter uma ideia, só neste ano, o conselho de administração vendeu mais de R$ 15 milhões em ações e a diretoria, quase R$ 25 milhões. Tanto conselheiros quanto diretores concentraram as vendas no mês de junho, mas elas são recorrentes. Em 2020, os conselheiros embolsaram pouco menos de R$ 70 milhões e os diretores, cerca de R$ 800 mil. O conselho da Locaweb é formado por oito participantes, dos quais três são considerados independentes. Os demais são os fundadores ou membros da família e ex-CEO, Flávio Benicio Jansen Ferreira.

O EXAME IN apurou que, no relatório de julho (que precisa ser divulgado até 10 de agosto), a posição dos administradores — conselheiros e executivos — deve ser ampliada pelo exercício de opções. Entre os argumentos ouvidos no mercado é que as vendas foram realizadas para gerar liquidez para o exercício desse pacote. O último exercício ocorreu em janeiro, a preços que antes do desdobramento estavam entre R$ 5,25 e R$ 10 por ação para a diretoria. Já os conselheiros pagaram a cotação do IPO de 11 meses antes, R$ 17,25 (pré-desdobramento). No ano passado, que marcou a chegada da empresa ao mercado, alguns conselheiros e executivos foram abastecidos com ações por meio de planos de opções celebrados com os controladores da empresa.

Na assembleia geral de acionistas deste ano, o pacote total de remuneração aprovado para conselheiros e diretores ficou em R$ 19,9 milhões, já considerando o pacote de plano de opções. No encontro, os acionistas ajustaram o pagamento realizado no ano passado. O total aprovado inicialmente, de R$ 16 milhões, foi elevado para R$ 20,5 milhões. Apenas como base de comparação com a riqueza gerada pelo negócio, a Locaweb teve lucro líquido de R$ 19,7 milhões em 2020 e distribuiu quase R$ 16 milhões em dividendos aos acionistas.

O assunto está gerando bastante curiosidade entre investidores e analistas e deve ser algo de questionamento. Consultada, a empresa afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não poderia conceder entrevista por estar em período de silêncio, no aguardo da divulgação do balanço, prevista para o próximo dia 11. Pelo visto, o começo de agosto vai ser animado para os acionistas da companhia.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também