Dotz faz parceria com Premmia, da BR, que traz base de 17 mi de clientes

Parcerias com outros programas de fidelidade são forma de conquistar novos usuários com custo baixo

A Dotz e o Premmia, programa de fidelidade da rede de postos BR, uniram forças por meio de uma parceria comercial. O objetivo de todo mundo? Recorrência. A palavra mágica do universo digital. Agora, quem acumula pontos no Premmia pode usar dentro do market place da Dotz e até mesmo trocar por dinheiro, dentro da plataforma.

“Temos obsessão por estarmos em todas as jornadas de consumo do usuário”, afirma Roberto Chade, fundador e presidente da empresa, em entrevista ao EXAME IN. A conexão entre as duas plataformas começa a vigorar a partir da próxima semana.

Com os pontos obtidos no abastecimento dos postos BR, os usuários poderão resgatar diversos produtos, fazer recargas de celular, comprar passagens aéreas, pagar contas e até converter dotz em dinheiro. Aliás, segundo Chade, 30% de todas as conversões dentro da plataforma financeira já são para dinheiro. “É uma forma importante de dar liquidez aos programas de fidelidade.” No lançamento, haverá uma oferta especial: 10 mil pontos Premmia por 5 mil Dotz.

O Premmia tem 17 milhões de usuários e a Dotz, 48 milhões. Segundo Chade, apesar de certamente haver alguma sobreposição de base, haverá clientes novos. Mas isso, na avaliação dele, não é o único ponto importante.

A modalidade de parcerias, assim como existe com o cartão Carrefour (um programa mais jovem de fidelidade), é relevante pois representa uma forma barata de atrair usuários. “Nosso custo de aquisição é da ordem de R$ 2 a R$ 3 por cliente, enquanto alguns concorrentes pagam 10 vezes do que isso.”

A Dotz divulgou balanço na quarta-feira desta semana, dia 11, após o fechamento do mercado, e mostrou um crescimento anual de 70% no valor geral de vendas do market-place, que alcançou quase R$ 73 milhões no segundo trimestre. O total financeiro movimentado — pagamentos — acumulou R$ 1,1 bilhão em 12 meses, até junho. Esse montante é 49% superior ao do mesmo período encerrado em junho de 2020.

E, algo bastante importante para a Dotz, que está se reinventando de plataforma independente de fidelidade para um market-place e techfin: o segundo trimestre registrou 1,5 milhão de downloads da conta Dotz, 10 vezes mais do que um ano atrás. Essa combinação de crescimento nas diversas frentes resultou numa expansão de 20% do faturamento, para R$ 56 milhões.

Ontem, um dia bastante ruim no mercado para empresas ligadas às inovações em plataformas financeiras, assombradas pelo balanço do Banco Inter, as ações da Dotz fecharam em alta de 3,57%, para R$ 10,15.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também