Apocalipse nuclear é uma possibilidade, diz casa de análise. O que fazer?

BCA Research acredita que à medida em que a economia russa se deteriorar, devido às sanções, Putin poderia atacar ocidente
 (Russian Defence Ministry\TASS/Getty Images)
(Russian Defence Ministry\TASS/Getty Images)
V
Victor Sena

Publicado em 05/03/2022 às 13:10.

Última atualização em 07/03/2022 às 10:52.

A casa de análises canadense BCA Research divulgou um relatório apocalíptico neste sábado. Literalmente. O título, em inglês, fala de um “Rising Risk of Nuclear Apocalypse” (Aumento no risco de um apocalipse nuclear) devido à elevação das tensões entre o ocidente e a Rússia, que invadiu a vizinha Ucrânia há 10 dias.

Em resposta, a Europa e os Estados Unidos tem feito sanções ao país comandado por Vladimir Putin. Tanto armas quanto usinas de energia nuclear foram levadas ao conflito nos últimos dias porque a Rússia disse que colocou seu arsenal de bombas atômicas em alerta e no momento controla duas centrais de energia ucranianas. Uma delas é Chernobyl, que está desativada devido ao desastre da década de 80. Segundo os analistas da BCA, há 10% de chances de guerra nuclear e apocalipse nos próximos 12 meses.

O relatório viralizou neste sábado, dia 5, e está circulando no whatsapp de gestores, analistas e os mais diversos participantes do mercado. O tom catastrófico da análise despertou reações das mais diversas,  até mesmo algumas sarcásticas. Afinal, como quantificar o risco de uma guerra nuclear? A casa canadense é conhecida pelos termos superlativos ao tratar dos assuntos que influenciam o mercado, o que sempre faz com que seus conteúdos chamem atenção. Mas, em geral, feitos alguns descontos, a direção apontada tem acertado na mosca.

Na visão dos analistas financeiros da BCA Research, Putin deve conseguir dominar o país vizinho e, com isso, as pressões econômicas sobre a Rússia vão crescer, afundando sua economia. Há previsões para uma queda de 11% da atividade econômica russa em 2022.

Com pressão interna da população russa e em resposta ao estrangulamento, Putin atacaria o ocidente, o que levaria o mundo a uma guerra nuclear. “Se Putin concluir que ele não tem futuro, o risco é que ele decida que ninguém deva ter um futuro também”, afirma o relatório da BCA.

Na visão dos analistas, o mundo ocidental foi para o "all in" nas sanções econômicas e financeiras. Apesar disso ampliar as pressões sobre a Rússia por um lado, por outro acabou com "as armas" ocidentais muito rapidamente, fora do conflito armado.

No relatório, a BCA não deixou de comentar sobre como o mercado financeiro deve se comportar nos próximos meses. "Os mercados podem passar por um momento de pânico nas próximas semanas, semelhante ao que aconteceu no início da pandemia". Para o investidores, apesar do risco de uma guerra nuclear, "faz sentido permanecer construtivo em ações nos próximos 12 meses".  Para os analistas, ainda que pessoalmente o investidor se importe com a situação e seus riscos, deve agir como se eles não existissem.