• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Alpargatas investe R$ 2,7 bi na Rothy's, dos EUA, e fará emissão de ações

Fundada em 2016, companhia de São Francisco é nativa digital e teve vendas de US$ 140 milhões nos últimos 12 meses
Rothy's: flats feitas de garrafas PET recicladas, produto carro-chefe da marca natural da Califórnia (Divulgação/Rothy's)
Rothy's: flats feitas de garrafas PET recicladas, produto carro-chefe da marca natural da Califórnia (Divulgação/Rothy's)
Por Graziella ValentiPublicado em 20/12/2021 18:13 | Última atualização em 21/12/2021 06:22Tempo de Leitura: 5 min de leitura

A Alpargatas, dona da Havaianas, acaba de fechar o primeiro investimento em direção a sua transformação em uma plataforma global de marcas ícones e hiperconectadas no setor de calçados. A companhia fará um investimento total de US$ 475 milhões, o equivalente a quase R$ 2,7 bilhões, para ficar com 49,9% da Rothy’s, uma marca nativa digital de calçados sustentáveis natural da São Franciso (EUA).

Roberto Funari, presidente da companhia, conta em entrevista ao EXAME IN que a Alpargatas fará uma emissão de ações para financiar o negócio. “Os controladores já se comprometeram a acompanhar, no mínimo, com a participação deles na empresa.” O volume da emissão e se a venda será privada (só aos atuais acionistas) ou por meio de uma oferta pública ainda não foi decidido. “Estamos estudando, considerando que é um aporte em uma companhia de alto crescimento e em moeda forte. E que já temos um plano de investimento anunciado”, diz, lembrando sobre os R$ 600 milhões que serão alocados em aumento de capacidade e digitaliação em 2022.

Inscreva-se no EXAME IN e saiba hoje o que será notícia amanhã. Receba no email os alertas de notícias e links para os vídeos do talk show quinzenal.

A dona da Havaianas terminou setembro com R$ 678 milhões em caixa líquido, ou seja, mais dinheiro aplicado do que dívida. Ao longo dos últimos três anos, a empresa se desfez de ativos e se preparou para o foco em calçados. No total, arrecadou cerca de R$ 700 milhões. A última operação foi a venda da Osklen. Na bolsa, a companhia vale hoje mais de R$ 21 bilhões. Os controladores, a holding Itaúsa e a Cambuhy Investimentos (família Moreira Salles), detêm 86% do capital votante e 24,5% do preferencial da empresa (56% do capital total).

O investimento na Rothy’s será em duas fases, mas ambas à vista. A primeira ocorreu nesta segunda-feira, dia 20. A Alpargatas fez um aporte de US$ 200 milhões no negócio e que será dedicado à expansão da operação. Além disso, haverá uma oferta de compra para acionistas não controladores da Rothy’s, no valor de US$ 275 milhões. Os fundadores da marca, Stephen Hawthornthwaite e Roth Martin, vão manter uma participação “significativa”, mas não revelada na empresa, e continuarão à frente da operação.

Considerando o aporte de capital, a Rothy’s foi avaliada em US$ 1 bilhão. Funari explicou que a Alpargatas terá quatro membros no conselho da empresa americana, formado por um total de nove participantes. Já ficou decidido que ele pessoalmente participará do colegiado e também Stacey Brown, diretora de varejo da Apple e membro do comitê de estratégia da Alpargatas. Além disso, a empresa brasileira também vai participar de três comitês da Rothy’s: finanças, estratégia e pessoas.

Entre o primeiro e o quarto aniversário da transação, a Alpargatas tem uma opção de comprar o restante das ações da companhia, segundo Funari. As conversas entre as duas empresas começaram em junho, por meio de uma troca de mensagens via LinkedIn. A velocidade em que a transação foi concluída é um dos sintomas do “fit” cultural das empresas. “Foi um date que logo virou namoro e compromisso”, brinca o executivo.

“Acompanho a Rothy’s desde 2018, quando sei no conselho de administração da Alpargatas e no comitê de estratégia”, afirma Funari. “Eu não era do setor e fui fazer minha lição de casa. Falei com mais de 2.000 pessoas e foi assim que conheci a história da empresa, que passei a olhar com frequência.”

A rota digital da Alpargatas ficou clara quando a empresa anunciou a compra da Ioasys, em maio deste ano, para acelerar toda frente de CRM, omnicanalidade e recorrência de vendas. Na visão de Funari, a Ioasys e agora a Rothy’s são os principais movimentos para a largada da empresa como powerhouse global de marcas. Hoje, a Alpargatas já vende para mais 130 países e planeja ser líder em vendas de flip flops e sliders na Italia,  Espanha, França e Reino Unido, na Europa, e também Estados Unidos e a gigantesca China.

A Rothy’s teve uma receita de US$ 140 milhões – quase R$ 800 milhões – nos últimos 12 meses, até o fim de novembro. Desde que as vendas tiveram início com maior escala, em 2017, a companhia cresce anualmente a uma taxa composta média de 50% ao ano. As vendas são 98% digitais, pois há apenas 8 lojas físicas da marca.

A dupla de fundadores ficou de 2012 a 2016 desenvolvendo a viabilidade do negócio, uma vez que os calçados são feitos essencialmente de garrafas PET recicladas – a sola é de borracha biodegradável – e alguns pares também usam lã. Até hoje, desde que começou sua produção, a empresa já tirou de circulação mais de 100 milhões de garrafas PET. O material, além de sustentável, torna o produto maleável e lavável.

A produção é feita na China, onde também fica o centro de pesquisa e desenvolvimento da marca. A fábrica conta com mais de 1.000 funcionários, em um espaço de 28 mil metros quadrados. O objetivo agora é estar próximo da marca para contribuir na expansão e na internacionalização, como uma “love brand”. Chamou muita atenção da Alpargatas, no negócio, o total de seguidores da empresa: são mais de 2 milhões de fãs, sendo que 40% desse público tem mais de um par de calçado da marca.

A filosofia da Rothy’s calcada na sustentabilidade e no confortável é a mesma da Alpargatas. Mas, no restante, as marcas são complementares. Enquanto uma é de calçados abertos, a outra, fechados, por exemplo. “É mesmo um fit perfeito. Muita semelhança na combinação entre estilo e conforto, mas muita complementariedade nas ocasiões de uso.” E, de quebra, a Rothy's traz junto uma lista de celebridades que adoram a marca e já foram vistas usando os produtos.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.