Nubank doará 0,08% do capital para 65% da base de clientes

Em dinheiro, programa de BDR para clientes pode chegar a R$ 225 milhões
Nubank: BDR que cliente receber ficará congelado por 12 meses, sem poder ser negociado (Nubank/Divulgação)
Nubank: BDR que cliente receber ficará congelado por 12 meses, sem poder ser negociado (Nubank/Divulgação)
G
Graziella Valenti

Publicado em 03/11/2021 às 13:25.

Última atualização em 10/11/2021 às 23:10.

O programa do Nubank de BDRs para clientes pode alcançar no máximo 22,9 milhões de pessoas. Em uma iniciativa de marketing e também para reafirmar a filosofia de foco no cliente, a fintech decidiu que como parte de sua oferta pública inicial de ações (IPO) na Nyse que vai incluir os usuários. E vai conceder um BDR para cada um.

Cada usuário terá direito no máximo a um título, cujo valor estimado está entre R$ 9,35 e R$ 10,29. Bom lembrar que o recibo negociado no Brasil vai ser equivalente a 1/6 da ação que será listada na bolsa de Nova York. Ao fim de setembro, o Nubank tinha 48,1 milhões de clientes. Desse total, 35,3 milhões foram ativos no mês, um dos critérios de decisão para que o usuário possa ganhar a ação. Mas, na prática, só tem papel para 65% dessa base.

O limite de pessoas atendidas é dado pelo teto de ações que o programa prevê. O valor máximo  estabelecido pelo Nubank ficou em R$ 180 milhões — mas pode ser ampliado em até 25%. Nesse caso, alcançaria R$ 225 milhões, ainda assim de 0,08% do capital da fintech. O Nubank pode estrear na bolsa avaliado entre R$ 258 bilhões e R$ 274 bilhões.

É uma tese bastante otimista acreditar que o benefício pode multiplicar o número de contas abertas para negociação na bolsa por cinco. Hoje, são cerca de 4 milhões de contas registradas pela B3, em diversas plataformas e com duplicação de CPFs (investidores com duas ou mais contas em corretoras diferentes).

Não é por acaso que o mercado tem esse tamanho — e isso depois de uma disparada de 2019 em diante. O mercado de pessoas físicas ficou paralisado em 500 mil acessos durante anos. O brasileiro avançou muito nos últimos anos no processo de educação financeira, mas ainda é muito expressivo o desconhecimento do mercado.

Para se ter uma ideia do que o Nubank pretende fazer, basta lembrar que a Easynvest, que foi adquirida e incorporada pela Nu Invest, tinha 1,5 milhão de clientes na época da compra, há cerca de um ano.

O Nubank não obrigará os clientes a terem conta de investimento. Quem não quiser, pode deixar que o banco digital atue como comissário mercantil. Isso significa que vai manter a posição e depois depositar o valor equivalente para o cliente, na conta de pagamentos.

A instituição estabeleceu que o BDR não poderá ser negociado antes de um prazo de 12 meses por quem receber o benefício. Nesse período, o banco digital pretende empreender um esforço de educação financeira de sua base. Portanto, o que cada pessoa vai receber será o preço de bolsa no futuro.

Existem critérios para que o cliente possa ser elegível ao benefício: precisa ter conta Nu Pagamentos e não estar inadimplente com a instituição, no cartão de crédito. A conta precisa estar ativa, ou seja, o usuário tem que ter feito ao menos uma transação, uma movimentação bancária, no período de 30 dias anterior à data de início do intervalo de adesão.

Os clientes poderão aderir ao programa entre 9 de novembro e 5 de dezembro. Mas, se houver muita concorrência, a definição de quem será atendido será por ordem de adesão.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.