Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Na aposentadoria de Murdoch, a Succession da vida real

Um dos mais influentes empresários do último século, magnata deixa o conselho da News Corp e da Fox aos 92 anos

Modo escuro

Aos 92 anos Murdoch vai se aposentar, mas promete continuar no dia a dia do "debate de ideias"

Aos 92 anos Murdoch vai se aposentar, mas promete continuar no dia a dia do "debate de ideias"

Publicado em 21 de setembro de 2023 às, 15h38.

Última atualização em 21 de setembro de 2023 às, 16h32.

Um dos empresários mais influentes do último século, Rupert Murdoch anunciou hoje oficialmente sua aposentadoria. O magnata, que forjou a história da mídia ao longo das últimas décadas ao criar um dos mais poderosos conglomerados de comunicação, anunciou hoje que vai deixar o conselho da Fox Corp e da News Corp, aos 92 anos.

No Sucession da vida real, seu filho Lachlan Murdoch vai substituí-lo nas duas companhias. Murdoch seguirá com o título de chairman emérito e prometeu estar “envolvido no dia a dia do debate de ideias”.

Apesar da escolha por Lachlan para o conselho das duas empresas, a disputa por poder na família Murdoch continua. Agora, os olhos se voltam para a sucessão na holding da família, que controla cerca de 40% das ações com direito a voto da Fox and News Corp.

Assim como na série de sucesso da HBO Max, manifestadamente inspirada na família, James Murdoch está afastado do irmão mais velho e já se manifestou contra a Fox News, enquanto não se sabe se Lachlan poderá contar com a lealdade das irmãs Prudence e Elisabeth.

Australiano, Rupert Murdoch transformou um jornal da cidade de Adelaide, que herdou de seu pai, em um império global. Em 1969, comprou o britânico "The Sun", fazendo do jornal um dos mais influentes do Reino Unido, depois lançou a empresa de televisão por satélite Sky, iniciando o mercado de televisão paga. Nos EUA, lançou a Fox, colocando o pé na televisão aberta e fazendo o canal ganhar relevância como o principal porta-voz de políticos de direita.

A saída do patriarca vem num momento de inflexão para a indústria de mídia – e de transição para seus negócios. Em 2019, a empresa dividiu a Centurt 21st e vendeu grande parte de seu cardápio de entretenimento à Disney, focando no corte de notícias e esportes, que enfrentam o desafio de encolhimento na TV por assinatura em meio à ascensão do streaming.

Nos últimos anos, a Fox ganhou audiência ao mesmo tempo enfrentou diversas polêmicas por conta de seu viés em direção ao partido Republicano. Há cerca de cinco meses, a emissora pagou quase US$ 800 milhões para a Dominon, uma empresa de dados para processos eleitoras, para fechar um acordo em um processo sobre informações falsas na eleição de 2020, em que Joe Biden derrotou o republicano Donald Trump.

A News Corp – que reúne títulos The Wall Street Journal", Dow Jones Newswires, Barron’s e o The Sun – vem se expandindo nos últimos anos para incluir mais negócios de dados e serviços.

A ideia de Murdoch era unir a News Corp e Fox em uma só companhia, uma emissão que fracassou. A companhia tentou vender alguns sites em separado, mas falhou em encontrar compradores a um bom preço.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
“Caaaaaixa à vista”: as aventuras do CEO do Grupo Multi em mares revoltos
Exame IN

“Caaaaaixa à vista”: as aventuras do CEO do Grupo Multi em mares revoltos

Há 3 horas

Menos é mais: o plano da Neogrid para voltar a crescer
Exame IN

Menos é mais: o plano da Neogrid para voltar a crescer

Há 11 horas

A lição que a Natura aprendeu com a The Body Shop
Exame IN

A lição que a Natura aprendeu com a The Body Shop

Há um dia

Com balanço mais leve e controle de despesas, Espaçolaser reduz prejuízo em mais de 90%
Exame IN

Com balanço mais leve e controle de despesas, Espaçolaser reduz prejuízo em mais de 90%

Há um dia

icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais