Tecnologia

Boticário usa tecnologia adaptativa e cria base que combina com todas as peles

Da Redação

16 de maio de 2024 às 16:00

Foto: (sem legenda) (Binnur Ege Gurun/Anadolu Agency/Getty Images/)

Há alguns anos, o mercado de cosméticos tem experienciado uma demanda por maior representatividade dos subtons de pele – especialmente quando falamos da base, maquiagem que cobre a pele e, portanto, precisa ser o mais próximo possível da cor real.

Foto: (sem legenda) (Su Arslanoglu/Getty Images)

Ao mesmo tempo, os costumes do consumidor também mudaram: a demanda por maquiagens leves cresceu, e a busca pela aparência de uma pele natural (mas ainda coberta de maquiagem) também.

Uma solução prática para isso é o BB Cream, cobertura que costuma ter menos pigmento em sua coloração e oferece uma cobertura mais natural. Um estudo recente do Business Research Insights projeta que somente o BB Cream deve alcançar um valor de mercado de US$ 5 milhões até 2032.

Foto: Make B. BB Sense (/Divulgação)

Atrás de inovação tecnológica, o Boticário aposta em sua marca Make B. para lançar produto que não só acompanha, mas também define a direção do mercado: o BB Sense, primeiro BB Cream do Brasil que se adapta a qualquer tom de pele.

São quatro cores que combinam com 24 tons diferentes, disponíveis por R$ 89,90 cada. O produto foi desenvolvido com base em pesquisas em tecnologia adaptativa, envolvendo a encapsulação de pigmentos.

Foto: Grupo Boticário: emprego de tecnologia própria em toda a cadeia produtiva, que inclui laboratório de P&D, fábricas, cadeia de distribuição, canais físicos e digitais (Leandro Fonseca/Exame)

A cor branca desaparece ao esfregá-la contra a pele – o que acontece é que o atrito rompe as cápsulas, fazendo com que a cor se adapte ao tom de pele de quem passa a maquiagem.

Além de FPS 40, o BB Sense tem em sua fórmula alpha bisabolol, com funções anti-inflamatórias, e ácido hialurônico, que hidrata e combate os sinais de envelhecimento.

Leia mais