Negócios

Surpresa, Croquete, Cigarrinhos Pan: o que aconteceu com os famosos chocolates dos anos 1980

Daniel Giussani

1 de abril de 2024 às 09:42

Chocolates que bombavam nos anos 1980 seguem até hoje na memória das pessoas. A EXAME te lembra, agora, o que aconteceu com cinco deles.

Foto: (sem legenda) (null/)

Um dos sucessos da Nestlé dos anos 1970, o chocolate Croquete vinha num formato diferente: eram pequenas pílulas com recheio cremoso num tubinho de papelão. O produto durou cerca de 30 anos. O auge foi nos anos 1980. A estratégia de descontinuar o chocolate nunca foi detalhada.

Nos anos 1990, novos produtos foram lançados pela companhia, inclusive com marcas que eram tradicionais fora do país, e o Croquete saiu das prateleiras

Foto: (sem legenda) (Nestlé/Divulgação)

Talvez um dos mais tradicionais produtos da Nestlé nos anos 1980, o chocolate Surpresa foi um fenômeno que dura até hoje na memória das pessoas. Lançado originalmente na França e depois trazido para o Brasil, o produto ficou cerca de 20 anos no mercado.

A sua principal “atração”, além do chocolate em si, era que cada embalagem vinha com uma imagem ou fotografia colorida, geralmente de animais. Assim como o Croquete, não há uma razão específica para o Surpresa deixar de ser comercializado no início dos anos 2000.

Foto: (sem legenda) (Chocolates Pan/Reprodução)

A marca toda foi muito conhecida, mas a popularidade mesmo da Pan veio com seu cigarrinho de chocolate, um dos mais emblemáticos produtos da marca. Lançados pela Chocolates Pan, em 1941, os doces fizeram sucesso até os anos 1990.

Em março de 2023, a empresa decretou autofalência e fechou as portas. A fábrica foi leiloada e vendida para a Cacau Show.

Foto: (sem legenda) (null/)

O chocolate Kri, lançado pela Nestlé em 1971, era conhecido por fazer barulho ao ser mastigado, uma característica única na época.

Após mais de vinte anos no mercado brasileiro, em 1992, a Nestlé globalizou o nome do produto para Crunch, alinhando-o com o mercado internacional.

Foto: (sem legenda) (null/)

Um tablete de chocolate preto com os personagens da Turma da Mônica no meio, feitos com chocolate branco. Essa foi a receita do sucesso da Nestlé com os Chocolates Turma da Mônica.

Depois, o contrato de produção não foi renovado com a Nestlé, no final dos anos 1980. À época, a companhia mundial assinou licença com outros desenhos mundiais, o que impediu a renovação do contrato.

LEIA TAMBÉM