Negócios

Na terra da Weg, uma empresa de moda esportiva fatura R$ 500 milhões e também quer ser global

Marcos Bonfim

15 de maio de 2024 às 13:24

Foto: (sem legenda) (Live! / Divulgação/)

Uma fila se formou em uma das esquinas da Oscar Freire, em São Paulo, num dos últimos sábados de abril. A motivação era uma corrida de rua que ocorreria no dia seguinte.

Foto: (sem legenda) (Live! / Divulgação/)

Por trás da movimentação, está uma empresa de Jaraguá do Sul, o município de Santa Catarina conhecido pela gigante de motores brasileira com renome internacional, a Weg.

Foto: (sem legenda) (Live! / Divulgação/)

A Live! fatura bem menos que a companhia que nasceu na mesma geografia. Está distante também de concorrentes internacionais, como Adidas, Nike e Puma, líderes globais em materiais esportivos. Mas tem a ambição de ser cada vez maior - e global.

Foto: (sem legenda) (Live!/Divulgação)

A empresa foi criada em 2002 quando os sócios, o casal Gabriel e Joice Sens, notaram uma tendência: o aumento das práticas esportivas em academias. Filhos de Jaraguá, o administrador de empresas e a estilista estudavam em São Paulo.

Foto: (sem legenda) (Live! / Divulgação/)

De volta à cidade, 'captaram' R$ 100.000 com a família, no modelo tradicional conhecido como family, friends and fools. Em 2023, o negócio faturou R$ 500 milhões de reais e reúne um time de mais de 1800 pessoas.

A marca dialoga com um público A e B, pessoas que deixam cerca de R$ 500 reais a cada compra nas lojas - ou e-commerce - da rede, hoje com 260 unidades espalhadas pelo país.

Foto: (sem legenda) (Live! / Divulgação/)

Da atuação esportivo, A Live! tem se posicionado também no mercado de athleisure, aglutinação em língua inglesa famosa nos últimos tempos por traduzir o uso de roupas que se encaixam tanto nas atividades físicas quanto no dia a dia dos escritórios.

Leia mais em EXAME