Negócios

Depois de arranha-céus em Balneário Camboriú, FG Empreendimentos estrutura banco e lança consultoria

Marcos Bonfim

4 de julho de 2024 às 16:44

Foto: Orla de Balneário Camboriú (SC) (Marcos Bonfim/Getty Images)

A orla de Balneário Camboriú, no litoral norte de Santa Catarina, é conhecida por um número elevado de prédios gigantes, superando algumas centenas de metros de altura.

Foto: (sem legenda) (FG Empreendimentos/Divulgação)

Na corrida dos arranha-céus, a FG Empreendimentos ocupa lugar de destaque. Até um mês atrás, era a dona do edifício mais alto da América Latina, o One Tower, com 290 metros e 84 andares.

O título foi reconquistado pela Pasqualotto>, com o seu Yachthouse by Pininfarina, que instalou algumas antenas (pináculos) para chegar aos 294 metros.

Foto: Jean Graciola, da FG: Em dez anos, nove visitas a Dubai em busca de referências para a “Dubai brasileira” (Leandro Fonseca/Exame)

O portfólio da incorporadora e construtora FG, com mais de 30 anos de mercado, reúne ainda outros cinco edifícios cuja altura supera os 200 metros. Mas o projeto mais ambicioso ainda está para sair do papel: a Triumph Tower. O edifício deve chegar a quase 550 metros.

Desenvolvida em parceria com a Havan, a construção, na Barra Sul do município, deve levar o título de maior prédio residencial do mundo. O edifício que ocupa esse lugar hoje é o Steinway Tower, em Nova York, de acordo com o ranking internacional The Skyscrapper Center.

Foto: (sem legenda) (FG Empreendimentos/Divulgação)

Depois de avançar ocupando os céus de Balneário Camboriú, a empresa começa a abrir novos horizontes. Os primeiros negócios são uma consultoria e uma instituição financeira. Na primeira frente, a intenção da FG com a consultoria, a FG Talls é levar o modelo de prédios gigantes

Foto: (sem legenda) (FG Empreendimentos/Divulgação)

"Nós queremos vender esse conhecimento de prédios altos para o mercado. Toda a parte de viabilidade de projetos, estudos tecnológicos e parceria que temos, nós vamos disponibilizar", afirma Jean Graciola, empresário que comanda desde 2012 a holding fundada pelo pai.

Nasceu dentro de uma área recém-criada na FG, a diretoria de expansão, com apenas seis meses de vida. É lá também que a holding começa gesta o seu banco digital, o FG Bank.

Leia mais