SUA CARREIRA com Talita Abrantes

Tenho fama de ser bonzinho, como não ser explorado?

Ser uma pessoa bondosa não é problema. O erro está nos momentos em que os limites são ultrapassados e outros se aproveitam da situação. Veja como impedir isso

São Paulo - Falar sim para tudo, ajudar o trabalho alheio, não se envolver com fofocas e maledicências - a lista de características que definem um "bonzinho" é grande. O problema para quem as encarna é que, vez ou outra, fica a sensação de que alguns limites foram ultrapassados e a alma caridosa foi explorada. Que tipo de atitude tomar para que isso não aconteça? Veja a resposta em mais um dos vídeos de carreira. Desta vez, com dicas de Eduardo Ferraz, autor do livro "Seja a pessoa certa no lugar certo".