MAIS VÍDEOS com exame.solutions

“Pedi demissão no dia em que seria promovido”, diz Renato Mendonça

Em uma websérie apresentada pela marca Aramis, o arquiteto e apresentador do 24 Horas Pra Redecorar falou sobre escolhas, carreira e estilo

Quando o arquiteto Renato Mendonça aceitou o convite de um amigo para tocar o projeto de um cliente, não imaginou que seu trabalho seria capa da revista Casa e Jardim. A exposição – e o conselho de amigos – serviu de incentivo para que deixasse um trabalho no qual realizava funções mais burocráticas e aproveitasse melhor seu talento e criatividade.

O pedido de desligamento da empresa em que trabalhava foi feito no dia em que ele recebeu uma proposta de promoção. “Eu poderia ganhar muito bem, mas fazendo algo que eu não gostava. E, provavelmente, eu seria infeliz. Foi aí que eu passei da promoção ao pedido de demissão”, lembra.

Casa Cor

Determinado, o arquiteto foi trabalhar com design de interiores no escritório de um amigo e, dois anos e meio depois, abriu seu próprio negócio. “Na época, eu tinha apenas um cliente e um funcionário: eu”, brinca.

O auge veio com a realização de um grande sonho: assinar um dos projetos da Casa Cor. “Foram três anos de preparo e muito amadurecimento profissional até que, em 2019, fiz a minha estreia na maior mostra de arquitetura das Américas”, diz Mendonça.

O projeto – um estúdio de 48 m² inspirado na figura de um chef jovem e independente – rendeu ao arquiteto diversos convites, entre eles o da Discovery, onde ele apresenta o programa 24 Horas Pra Redecorar.

Estúdio Trigo, na Casa Cor 2019: projeto rendeu diversos convites ao arquiteto Renato Mendonça, hoje apresentador do programa 24 Horas Pra Redecorar (Felipe Araújo/Divulgação)

Elegância e conforto

Com uma rotina que exige praticidade, e um trabalho que requer elegância, Mendonça diz que não abre mão do conforto e da personalidade na hora de se vestir. “Não é a roupa que vai definir quem eu sou. Sou eu que preciso fazer escolhas adequadas para passar a imagem que eu quero de mim”. Para o arquiteto, assim como a casa em que vivemos, a roupa também deve nos representar. “Hoje busco elegância, leveza e, principalmente, conforto”.

Confira, no vídeo acima, a entrevista completa com o arquiteto