MAIS VÍDEOS com Karina Souza

Bolsonaro em 2022; Biden à frente de Trump: o resumo do dia

Tudo o que você precisa saber hoje: confira vídeo com as principais notícias que mexeram com os mercados, o Brasil e o mundo nesta sexta, 09 de outubro

No episódio de hoje, falaremos sobre a flexibilização da quarentena em São Paulo, pesquisas que mostram Joe Biden à frente na corrida presidencial e a decisão da Disney de concentrar seu conteúdo na própria plataforma de streaming, a Disney+. 

MERCADOS

Inflação surpreende, mas alta de juros pode depender mais de risco fiscal

O mercado financeiro voltou a ser surpreendido por dados de inflação nesta sexta-feira, 9. De acordo com informações divulgadas hoje, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de setembro ficou em 0,64% ante a expectativa de 0,51%. Ainda que o controle da inflação seja uma das principais funções do Banco Central, o mercado acredita que o aumento dos preços deve ter menos efeito sobre a possibilidade de elevação da taxa de juro do que o risco fiscal.

Ibovespa cai, mas encerra maior sequência de quedas semanais desde março

O Ibovespa encerrou o pregão desta sexta-feira, 9, em queda de 0,45%, em 97.483,31 pontos. Influenciado pela queda das ações da Petrobras e com maior cautela antes de feriado prolongado, o movimento foi na contramão dos mercados internacionais, mas não impediu que o índice terminasse a semana no verde, com alta de 3,69%. No exterior, o tom positivo se deu em meio ao otimismo por estímulos nos Estados Unidos.

Dólar fecha em queda com expectativa de estímulos nos EUA

O dólar caiu 1,13% nesta sexta-feira, 9, e encerrou sendo vendido a 5,525 reais. A desvalorização da moeda americana refletiu o maior apetite ao risco nos mercados internacionais, com o otimismo sobre sobre mais um pacote de estímulos que vem sendo negociado nos Estados Unidos. Na semana, o dólar caiu 2,49% contra o real.

BRASIL

EXCLUSIVO: Bolsonaro vence Lula, Moro e Doria nas eleições de 2022

Se as eleições presidenciais fossem hoje, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) seria reeleito em qualquer cenário. No primeiro turno, o presidente receberia 30% das intenções de voto, contra 18% de Luiz Inácio Lula da Silva e 10% do ex-ministro Sergio Moro. Na sondagem ainda aparecem Ciro Gomes, Luciano Huck e João Doria. Os dados fazem parte da mais recente pesquisa exclusiva EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Research, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. A cada quinze dias, EXAME/IDEIA traz pesquisas de opinião exclusivas com foco no cenário político.

Para 41%, apoio de Bolsonaro a candidato não decide voto

O apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é indiferente no momento de escolher um candidato a prefeito para 41% dos eleitores. Do total de entrevistados, 31% disseram que o apoio de Bolsonaro seria decisivo para não votar em algum candidato. Para 19%, quem tiver a chancela do presidente tem maiores chance de ser escolhido na eleição do dia 15 de novembro.

Caso não receba apoio do governo, Doria promete “plano B” para vacina

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) afirmou nesta sexta-feira, 9, que tem um “plano B” para a disponibilização nacional de doses da Coronavac, caso não receba aporte financeiro do Ministério da Saúde para a distribuição do imunizante. Ele confirmou que tem recebido a visita de deputados, senadores e governadores de outros estados, que já estariam interessados em adquirir a vacina.

EUA anunciam tarifas contra o alumínio de 18 países, incluindo o Brasil

Os Estados Unidos impuseram, nesta sexta-feira (9), tarifas de quase 2 bilhões de dólares ao alumínio importado de 18 países acusados de “dumping” – quando empresas de um país vendem produtos abaixo do preço considerado justo para eliminar concorrentes -, entre eles Alemanha, Espanha e Brasil. Os países que enfrentam as taxas mais altas são Alemanha e Brasil, que exportam 287 e 97 milhões de dólares deste metal a cada ano, respectivamente.

MUNDO

Dez dias após diagnóstico de Covid, Trump planeja evento na Casa Branca

Uma semana depois de ser diagnosticado com covid-19 e menos de 5 dias após receber alta do hospital, Donald Trump está planejando um evento para centenas de pessoas no gramado da Casa Branca neste sábado (10). Na ocasião, primeiro compromisso público de Trump após o diagnóstico, o presidente deve aparecer em uma das sacadas da Casa Branca para fazer um pronunciamento aos seus apoiadores. Pessoas próximas à sua campanha temem que a aglomeração sirva para reforçar as críticas de que Trump foi arrogante e negligente em relação ao coronavírus.

Mundo registra aumento recorde de casos diários de covid-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) relatou um aumento diário recorde de casos globais do novo coronavírus nessa quinta-feira (8), quando o total foi de 338.779 em 24 horas, liderado por uma disparada de infecções na Europa. O recorde anterior de casos novos notificados pela OMS foi de 330.340 no dia 2 de outubro. A agência registrou o recorde de 12.393 mortes em 17 de abril.

O estado das eleições acirradas mostra que Trump perdeu votos por doença

Os pouco mais de 10 milhões de habitantes de um estado na costa leste americana, a Carolina do Norte, mostram duas coisas sobre a eleição americana em 2020: o quanto o embate está polarizado e os potenciais impactos da doença do presidente Donald Trump nesta reta final de eleição. Uma pesquisa exclusiva Exame/IDEIA feita com eleitores da Carolina do Norte após o diagnóstico de covid-19 de Trump mostra o democrata Joe Biden liderando com dois pontos de vantagem.

Podcast EXAME POLÍTICA: Trump está mesmo em desvantagem nesta reta final?

O debate entre os candidatos a vice que beirou a civilidade foi um alento nesta semana nos Estados Unidos. Enquanto isso, analistas e eleitores tentam medir o quanto o turbilhão de acontecimentos com o presidente Donald Trump tendo covid-19 vai impactar no resultado das urnas. Esses são os temas desta semana no podcast EXAME Política — Temporada Eleições Americanas, que vai ao ar todas as sextas-feiras com os grandes tópicos da eleição nos Estados Unidos discutidos em menos de 20 minutos.

Notícias sobre
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.