Zuckerberg diz ver futuro da internet centrado na privacidade

O Facebook tem enfrentado críticas sobre sua capacidade de proteger a privacidade dos usuários; CEO acredita que fator se tornará ainda "mais importante"

SAN FRANCISCO (Reuters) - O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, disse nesta quarta-feira acreditar que mensagens privadas seguras se tornarão mais populares do que plataformas abertas, no mais recente sinal de que uma das empresas que popularizou as redes sociais vê seu futuro em conversas online mais protegidas.

O Facebook já é um dos maiores players globais em mensagens privadas com seu Messenger e WhatsApp, mas enfrenta desafios porque as conversas criptografadas limitam a capacidade da empresa para enviar anúncios direcionados.

A empresa tem enfrentado críticas sobre sua capacidade de proteger a privacidade dos usuários em audiências no Congresso dos EUA e em outros lugares.

"Quando penso no futuro da internet, acredito que uma plataforma de comunicação focada na privacidade se tornará ainda mais importante do que as plataformas abertas de hoje", escreveu Zuckerberg em sua página no Facebook.

Zuckerberg disse que o Facebook se concentrará mais na privacidade de usuários conforme a rede de mídia social muda seus produtos de mensagens para criptografia de ponta a ponta, impedindo que qualquer pessoa de fora, incluindo o Facebook, de monitorar as conversas.

(Reportagem Peter Henderson)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.