YouTube vai criar canais para competir com a TV

O YouTube se prepara para produzir seu próprio conteúdo, a ser publicado em novos canais de vídeo, com o objetivo de competir com a TV tradicional

São Paulo — O YouTube estuda lançar uma série de novos canais de vídeos a fim de competir com a TV tradicional. Segundo informações do Wall Street Journal, o site vai começar a produzir seus próprios programas. Para isso, o Google, dono do YouTube, deve investir 100 milhões de dólares. Todo o conteúdo será veiculado apenas online.

As mudanças devem incluir uma reforma na página inicial do site, que destacaria os novos canais temáticos sobre artes, esportes, entretenimento e outros assuntos. Segundo uma fonte ouvida pelo jornal, cerca de 20 canais para a veiculação de conteúdo exclusivo devem ser criados. Outros apenas agregariam peças produzidas de forma independente.

A fim de preparar o conteúdo, o Google já estaria em contato com agências e produtoras de Hollywood. De forma geral, os programas devem ter baixo orçamento e ser feitos levando em conta a linguagem da web. O YouTube lucraria com a publicidade inserida nos canais e nos vídeos.

O YouTube foi comprado pelo Google em 2006, num negócio avaliado em 1,65 bilhão de dólares. Na época, o site possuía 100 milhões de usuários. Hoje, são cerca de 2 bilhões de pessoas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.