Tecnologia

TV iG ganha nova versão, com programas exclusivos

De olho no público que vê conteúdo da internet no televisor, a TV iG começa a oferecer séries exclusivas e inéditas

O conteúdo da TV iG também pode ser visto em televisores com acesso à internet, como este da LG (Reprodução)

O conteúdo da TV iG também pode ser visto em televisores com acesso à internet, como este da LG (Reprodução)

DR

Da Redação

Publicado em 28 de março de 2011 às 10h23.

São Paulo — O iG, procedor de acesso e conteúdo da Oi, anuncia, nesta semana, o lançamento da nova TV iG. O canal chega repaginado e com a produção de séries exclusivas e inéditas. Além da distribuição pela web, o conteúdo poderá ser visto nos televisores com as plataformas Internet TV, da Sony, e Netcast, da LG. Os vídeos serão disponibilizados também para iPhones e Blackberrys.

Entre os conteúdos exclusivos está o Língua Portuguesa, sobre a nova gramática brasileira. A vaidade feminina também está na programação com o Pacote Delas, composto por 57 vídeos com dicas de maquiagem, cuidado com cabelos e beleza, além de exercícios, arrumação e decoração de casa.

Durante os próximos meses, episódios e séries inéditas também chegam à TV iG, como o Urawaza, sobre o “jeitinho japonês” para solucionar problemas do cotidiano, além de Esportes Radicais, Religiões, Não se Engane, Toque com seu Ídolo, Adestramento de Animais, Dicas Profissionais, Mágica na Rua, Fale Como... e Falha Deles.

A TV iG também trará conteúdo gratuito de diversos conteúdos dos canais da Turner, como Cartoon Network, Adult Swim, Infinito, Fashion TV, Tru TV, Woohoo, TNT e Tonncast.

Acompanhe tudo sobre:3GBrasil TelecomEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasEmpresas de internetEmpresas portuguesasempresas-de-tecnologiaiGInternetOiOperadoras de celularServiçosTelecomunicaçõesTelemarTelevisãoTV

Mais de Tecnologia

Meta abre dados do Instagram para estudo do impacto na saúde mental de adolescentes

O que é o Prime Day? Nos EUA, ele deve movimentar US$ 14 bilhões

Elon Musk decide transferir sedes da SpaceX e X para o Texas

81% da Geração Z no Brasil deixa de usar apps por preocupações com privacidade, diz pesquisa

Mais na Exame